Notícias

Voltar

Uma viagem pela cura de Björk

Por Marianna Rosalles

Uma explosão de cores, sons, sensações, imagens e texturas permeia a experiência sensorial promovida pela exposição "Björk digital" que está em cartaz no MIS (Museu da Imagem e do Som). A mostra reúne 6 vídeos de músicas que a artista islandesa compôs para o álbum “Vulnicura”, do latim Vulnus Cura, em tradução livre “cura para as feridas”, lançado em 2015.

Créditos: InfoArt

A história do álbum, como sugere o título, narra a jornada de Björk ao longo do intervalo entre seu último ano de casamento e o primeiro após seu divórcio do artista Mathew Barney. A cantora queria transmitir ao público as sensações que fizeram parte de seu processo de luto que culminou em seu álbum de mais entrega e exposição, para isso a mostra propõe uma experiência de imersão e realidade virtual.

Um dos pressupostos da exposição é não fotografar o processo, o pedido da cantora revela seu desejo de que as pessoas possam ter uma experiência vivida e não antecipada. Vestir os óculos é entrar no peito da islandesa e viver sua dor, o que há em comum entre as peças audiovisuais é a fissura no lugar de seu coração que se apresenta das formas mais diversificadas, seja em cores fluorescentes, com raios de luz criados por animações digitais, figurinos excêntricos entre outras características, é uma sensação de quase tocar uma ferida em carne viva.

Texto escrito pela cantora que recebe os visitantes na entrada da exposição. Créditos: InfoArt

A riqueza de detalhes e a complexidade musical da cantora, cujo trabalho está associado às vanguardas artísticas, embalam o visitante para um universo à parte, cujas paredes  podem ser formadas por multiplicações do corpo de Björk, figuras que fundem aspectos humanos aos de insetos, e até seres exrtaterrestres. As fronteiras entre o natural e o ficcional tecnológico são nebulosas, o que só contribui para a grandiosidade do deslocamento. Björk Digital é uma viagem pela cura da cantora, uma fusão entre tecnologia e empatia no sentido mais amplo e inédito possível da palavra.  Confira em nossa agenda!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos
Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos