Notícias

Voltar

SP-Arte cria novo setor dedicado ao design

O design terá seu espaço exclusivo na 12ª edição da SP-Arte, a feira internacional de arte de São Paulo.

De 7 a 10 de abril, o terceiro andar do Pavilhão da Bienal vai abrigar um setor com os destaques do design autoral brasileiro: ETEL, DPOT, Firma Casa, Artemobilia,Mercado Moderno, OVO, entre tantas que têm em seus catálogos nomes como Luciana Martins e Gerson de Oliveira, Jader Almeida, Zanini de Zanine, e muitos outros celebrados designers contemporâneos. Além deles, os clássicos criadores do mobiliário brasileiro modernista: GiuseppeScapinelli, Gregori Warchavchik, Joaquim Tenreiro, Jorge Zalszupin,Lina Bo Bardi, Oscar Niemeyer, Sergio Rodrigues e Zanine Caldas.

Assim como já acontece com a SP-Arte, o setor de design pretende ser uma plataforma de negócios que movimente o crescente mercado brasileiro, desperte o interesse para a produção local e coloque o Brasil no calendário mundial de design. “Queremos mostrar o bom design brasileiro para todos. É para apreciadores, para quem quer conhecer mais, e também para o público internacional”, explica Fernanda Feitosa, fundadora e diretora da SP-Arte.

O novo setor, que abrangerá desde as primeiras peças criadas no Brasil até o moderno design brasileiro, delineará, em sua edição de estreia, uma história do mobiliário nacional.

Vaso Membrana. Design: Jacqueline Terpins. 2011. 18 x 27 cm. Material: Cristal Soprado. Imagem: Andrés Otero

Um grande destaque é a presença imprescindível do design modernista dos criativos anos 1950 e 1960. Esta época, em que o mobiliário brasileiro se fixou na memória internacional, estará representada na feira por nomes como Sergio Rodrigues, Oscar Niemeyer, Jorge Zalszupin, o português Joaquim Tenreiro, a italiana Lina Bo Bardi – grupo que fazia arte em móveis jacarandá, exibindo capacidade de síntese e liberdade criativa. Será possível adquirir na Feira suas peças originais e reeditadas, incluindo algumas raras.

Peças de design anônimo de origem industrial das décadas de 1940-50 também estarão na SP- Arte, no estande da Pé Palito. São inspiradas pelo movimento americano Streamlined Moderne, parte de uma arquitetura Art Deco, que tem em suas formas referências às indústrias automobilística e aeroespacial.

Chaise Kamanetor - Atelier Hugo França. Hugo França. 2015. 90 x 144 x 142 cm. Madeira Pequi. 155 kg. Crédito da foto: André Godoy

O setor terá ainda os primeiros móveis 100% brasileiros, no estande do antiquárioItamar Musse, de Salvador, e no de Sandra e Marcio, de Belo Horizonte. Datados do século 19, os móveis foram criados em madeira curvada e palhinha, sob forte influência do estilo austríaco Thonet e das curvas da art-nouveau.

Além de mobiliário, a Feira traz luminárias assinadas por grandes designers, comoManeco Quinderé, que terá um estande dedicado a suas peças, e tapeçarias assinadas por artistas como Jacques Douchez e Norberto Nicola, na Passado Composto Século XX.

Lista de galerias de design
Coletivo Amor de Madre (São Paulo) / Artemobilia (São Paulo) / (remove) / Baraúna (São Paulo) / Belas Artes (São Paulo) / Carlos Motta (São Paulo) / DPOT (São Paulo) / Jader Almeida para DPOT (São Paulo) / ETEL (São Paulo) / Firma Casa (São Paulo) / Hugo França (São Paulo) / Itamar Musse (Salvador) / Legado Arte (São Paulo) / LLUSSÁ (São Paulo) / Maneco Quinderé (Rio de Janeiro) / Marton (São Paulo) / Mercado Moderno (Rio de Janeiro) / OVO (São Paulo) / Passado Composto Século XX (São Paulo) / Pé Palito (Belo Horizonte) / Sandra e Marcio (Belo Horizonte) / Teo (São Paulo) / Jacqueline Terpins (São Paulo) / Thomaz Saavedra (São Paulo)

SERVIÇO - SP-Arte 2016
A 12ª edição da SP-Arte, que acontece de 6 a 10 de abril, no Pavilhão da Bienal, em São Paulo, contará com 121 das principais galerias de arte do Brasil e do mundo.
Datas abertas ao público:
7, 8 e 9 de abril – das 13h às 21h
10 de abril de 2015 – das 11h às 19h
Local:
Pavilhão da Bienal
Parque do Ibirapuera, Portão 3. São Paulo, Brasil
Entrada:
R$ 40,00 [geral]
R$ 20,00 [meia]

Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos
Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos