Notícias

Voltar

Programe-se: as exposições em galerias que você não pode perder!

Setembro já começou com uma programação intensa nas galerias de arte e espaços alternativos de São Paulo. O InfoArt fez uma curadoria das mostras mais bem recomendadas para você visitar. Programe-se!


1. “A Forma dos restos”, de Eduardo Berliner

Ossada [Carcass] , 2019, oil on canvas, 135 x 160 cm. Créditos: Cortesia do artista

Casa Triângulo apresenta  "A Forma dos restos", a terceira individual de Eduardo Berliner na galeria, e a mostra fica em cartaz até 14 de setembro.
A exposição reúne cadernos de registros e desenhos do artista com suas anotações realizadas no último ano, semanalmente as páginas expostas serão viradas. Além desses registros, a mostra apresenta 19 pinturas a óleo de Berliner que foram feitas em suportes diversos como tela, lona solta e madeira. Leia mais.

2. "Febril", de Lia Chaia
Galeria Vermelho apresenta a mostra “Febril” de Lia Chaia que fica em cartaz até 28 de setembro. A exposição reúne obras que variam entre performances, vídeos, fotografias, desenhos e objetos e seu título se deu com base nas pesquisas da artista a respeito do corpo inserido nos meios natural e urbano. “O título está ligado à temperatura do corpo.  A febre, funciona como um mecanismo de defesa. É um momento para se estar alerta. O corpo em questão é o humano, o corpo social”, explica a artista. Leia mais
3.“Solilóquio” de Camille Kachani e “Horizonte Suspenso” de Helô Mello


A Zipper galeria apresenta as exposições “Solilóquio” de Camille Kachani e “Horizonte Suspenso” de Helô Mello, ambas as mostras ficam em cartaz de 5 de setembro a 5 de outubro e tem entrada gratuita. Solilóquio é a terceira mostra de Camille Kachani na Zipper, o intuito do artista é propor diálogos: primeiro, do artista consigo próprio, como o próprio título da exposição sugere (um ato de verbalizar, em primeira pessoa, aquilo que se passa na consciência do anunciador); segundo, do artista com diversos períodos da arte contemporânea, estabelecendo relações entre as obras de Kachani e a de outros artistas; por fim, da natureza com a civilização, no qual o artista apresenta um olhar crítico ressaltando inclusive os momentos em que essa relação é inviabilizada.
Na mostra “Horizonte Suspenso”, Helô Mello reflete sobre a paisagem, nos contextos de espaço vivido, imaginado ou mediado por dispositivos técnicos. A exposição faz parte do projeto Zip Up, idealizado pela galeria para receber novos artistas, nomes emergentes não representados por galerias paulistanas. A exposição reúne fotografias criadas sob a perspectiva das incertezas, acasos e incidentes. Leia mais

4. "Duplos os Lugares" de Ester Grinspum, "Colmeia" de Tuneu, e "RareAr" de Shirley Paes Leme.
A galeria Raquel Arnaud apresenta três mostras simultâneas: "Duplos os Lugares" de Ester Grinspum, "Colmeia" de Tuneu, e "RareAr" de Shirley Paes Leme. As mostras ficam em cartaz na instituição até 19 de outubro. As exposições reúnem obras que variam entre esculturas, fotografias e telas com características peculiares. Leia mais.

Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos
Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos