Notícias

Voltar

CONDO SP 2019 leva galerias estrangeiras à espaços paulistanos

Após a primeira edição, em 2018, o projeto Condo São Paulo volta à capital paulista em formato mais ambicioso do que o anterior, desta vez apresentando 11 galerias internacionais em 9 diferentes espaços de São Paulo. O projeto colaborativo, que até então só acontecia em São Paulo por envolvimento da galerista Jaqueline Martins, realiza a aproximação de instituições internacionais e galerias brasileiras, promovendo exposições e o compartilhamento de espaço das anfitriães, ou a co-curadorias entre as galerias - além de democratização do mercado de arte contemporânea para galerias experimentais. As empresas visitantes pagam pequenas taxas que, comparadas às associadas a exibição em feiras, são mínimas. A abertura ocorrerá nos dias 30 e 31 de março (sábado e domingo), das 14h às 18h em ambos os dias.

O projeto colaborativo inaugura nos espaços paulistanos durante o último final de semana de março. Foto: Reprodução.

O projeto Condo promove exposições a partir de intercâmbios internacionais e permite que galerias apresentem seus artistas em diferentes países e assim alcancem novos públicos. O projeto, que já aconteceu em Londres, Nova York, Shangai e Cidade do México, reúne galerias anfitriãs que compartilham seus espaços com as galerias visitantes. Em abril de 2018, o projeto chegou em formato reduzido a São Paulo, quando a Galeria Jaqueline Martins recebeu oito galerias internacionais em seu espaço. Agora, nas vésperas de uma nova edição da feira internacional SP Arte, momento ideal para um projeto como o Condo, o cenário mudou - se, em 2018, sete galerias estrangeiras dividiram o espaço da Galeria Jaqueline Martins, na edição 2019 onze galerias gringas ocupam nove espaços paulistanos.

A iniciativa incentiva o debate e reavaliação dos modelos expositivos existentes, reunindo recursos e agindo em conjunto para propor um ambiente mais propício para que galerias experimentais consigam expor internacionalmente.

“Depois de algumas conversas com Vanessa Carlos [a organizadora do Condo London], decidimos criar algo diferente dos outros Condos, então a primeira edição do Condo São Paulo tornou-se Condo São Paulo Unit”, disse Martins a ArtNews. “Foi um sucesso e outras galerias da cidade aderiram ao projeto. Estou muito feliz em organizar uma segunda edição maior, porque ainda acho que o modelo de negócios que temos hoje está longe do ideal”.

A Galeria Marília Razuk recebe duas galerias estrangeiras: Galeria Antoine Levi (Paris), que mostra fotografias da série I Travestiti, de Lisetta Carmi; e o Instituto de Visión (Bogotá), com obras da argentina Amalia Pica. Foto: Divulgação.

Veja quais as parecerias deste ano nas imagens abaixo:
Casa Triângulo hospedando a Galeria Grimm (Amsterdã e Nova York);
Central Galeria hospeda o Sunday Painter (Londres);
Galeria Jaqueline Martins hospedando a Galeria P420 (Bolonha, Itália);
Galeria Leme/AD hospedando Galeria Nuno Centeno (Porto);
Galeria Lume hospeda Levy.Deval (Bruxelas);
Galeria Marilla Razuk organiza a Galerie Antoine Levi (Paris) e o Instituto de Visión (Bogotá);
Galeria Raquel Arnaud hospeda Mor Charpentier Galerie (Paris);
Luciana Brito Galeria hospeda Galeria Madragoa (Lisboa);
Sé Galeria hospeda Proyectos Ultravioleta (Cidade da Guatemala) e Galería PM8 (Vigo, Espanha).

A Galeria Raquel Arnaud recebe a Mor Charpentier Galerie, de Paris, que apresenta obras do venezuelano Alexander Apóstol. Foto: Divulgação.

Serviço
Condo São Paulo 2019
Em cartaz de 30 de março a 8 de junho (cada galeria tem um período de exposição individual).
Entrada livre e gratuita.

Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos
Cadastre-se em nossa newsletter e receba o e-book Conservação de Esculturas em Espaços Públicos