AGENDA DAS ARTES

Voltar

Solilóquio | Horizonte Suspenso

Artistas: Camille Kachani e Helô Mello

Curadoria: Taisa Palhares e Eder Chiodetto

De 5/9 a 5/10

Zipper Galeria Ver mapa

Endereço: Rua Estados Unidos, 1494 - Jardim América - São Paulo - SP CEP 01427-001

Telefone: 11 4306-4306

Zipper galeria apresenta as exposições “Solilóquio” de Camille Kachani e “Horizonte Suspenso” de Helô Mello, ambas as mostras ficam em cartaz de 5 de setembro a 5 de outubro e tem entrada gratuita. A abertura será no dia 5 às 19h, saiba mais sobre cada uma delas a seguir:

Solilóquio - Camille Kachani


Camille Kachani, Sem titulo, 2019. Créditos: Divulgação

Solilóquio é a terceira mostra de Camille Kachani na Zipper, o intuito do artista é propor diálogos: primeiro, do artista consigo próprio, como o próprio título da exposição sugere (um ato de verbalizar, em primeira pessoa, aquilo que se passa na consciência do anunciador); segundo, do artista com diversos períodos da arte contemporânea, estabelecendo relações entre as obras de Kachani e a de outros artistas; por fim, da natureza com a civilização, no qual o artista apresenta um olhar crítico ressaltando inclusive os momentos em que essa relação é inviabilizada.

A curadoria é assinada por Taisa Palhares, que apresenta ao público uma nova série de esculturas que trata de  processos de transformação e deslocamentos. “Os materiais e soluções estéticas utilizados parecem ecoar a incompatibilidade entre preservação e exploração dos recursos disponíveis. Esta série de trabalhos, revela a impossibilidade de diálogo entre a civilização e a natureza. Esta cisão, mesmo que não absoluta ou definitiva, evidencia o profundo antagonismo de interesses entre estes polos”, comenta a artista. 

Kachani propõe intervenções em suas esculturas de modo a ilustrar seus diálogos. A organicidade da madeira é substituída pela racionalidade formal; a geometria dos cubos é invadida pelos seres vivos; ícones da pintura ocidental são atravessados por formações orgânicas, como se elas próprias carregassem em si o germe de sua destruição

Horizonte Suspenso - Helô Mello

Obra de Helô Mello. Créditos: Divulgação

Na mostra “Horizonte Suspenso”, Helô Mello reflete sobre a paisagem, nos contextos de espaço vivido, imaginado ou mediado por dispositivos técnicos. A exposição faz parte do projeto Zip Up, idealizado pela galeria para receber novos artistas, nomes emergentes não representados por galerias paulistanas. 

A exposição reúne fotografias criadas sob a perspectiva das incertezas, acasos e incidentes. A realizou experimentos fotográficos a partir de fotos analógicas capturadas com uma máquina pouco precisa, no momento da captura, os quadros do filme – que eventualmente estava fora do prazo de validade- são sobrepostos, criando um registro de diferentes temporalidades da mesma imagem. “Películas vencidas, câmeras erráticas, justaposições feitas às cegas e a incorporação de ruídos gerados por um processo criativo crivado de acasos, formam o léxico da pesquisa que a artista tem desenvolvido nos últimos anos”, afirma o curador Eder Chiodetto

Hellô afirma que seu objetivo é justamente brincar com as noções de temporalidade e a partir de seus experimentos criar paisagens improváveis. “O filme, num só tempo, vela e revela a memória em flagrante desconstrução. Minhas imagens visam reconstituir o momento impreciso no qual a imagem engole o tempo”, completa  a artista. 

Serviço
Solilóquio, de Camille Kachani e Horizonte Suspenso, de Helô Mello
Datas e Horários: De 5/9 a 5/10. De Segunda a sexta, 10h/19h; sábado, 11h/17h
Local: Zipper Galeria |R. Estados Unidos 1494, Jardim América
Entrada livre e gratuita