AGENDA DAS ARTES

Voltar

Ocupação João das Neves

Artistas: João das Neves

Curadoria: Itaú Cultural, João das Neves e Titane

De 26/9 a 8/11

Itaú Cultural Ver mapa

Endereço: Avenida Paulista, 149 - Cerqueira César

Telefone: (11) 2168-1777

Com abertura no dia 26 de setembro e em cartaz até a 8 de novembro, a 26ª mostra da série "Ocupação" do Itaú Cultural homenageia o autor teatral João das Neves, personalidade singular na cultura do país, também diretor de teatro, formador de atores, desenhista e autor de livros infantis. A sua vida e obra se fundem na resistência, investigação e inovação. O latente sentido dessas palavras perpassa todo o seu percurso desde que começou a despontar no teatro, nos anos de 1960, atravessando os chamados anos de chumbo, quando a ditadura militar não dava margem de manobra à liberdade de expressão, e o segue até hoje. Elas perpassam, igualmente, a "Ocupação João das Neves".

A mostra apresenta em quatro eixos as configurações de sua vida, que compõem a obra e, algumas delas, são pouco conhecidas – Anos de Chumbo, Lugares, Identidades e Festa. A curadoria é compartilhada por ele próprio e Titane – cantora e sua mulher, além de colaboradora em diversos espetáculos como co-roteirista ou diretora musical –, com os núcleos do Itaú Cultural de Enciclopédia, de Artes Cênicas, e de Audiovisual e Literatura. O cenógrafo Rodrigo Cohen assina a expografia.

João das Neves nasceu, viveu e trabalhou no Rio de Janeiro. Foi um dos fundadores do Grupo Opinião, com o qual participou de uma série de montagens em espaços de arena. Fez teatro de rua com o Centro Popular de Cultura (CPC), da União Nacional de Estudantes (UNE). Neste período fez a sua primeira ruptura com o espaço cênico tradicional. Quebrou o teatro por dentro ao criar para o espetáculo O Último Carro, uma ação que se desenvolve em volta do público deslocado para o centro e inserido na ação.

Rompeu com o sistema artístico estabelecido e com o assédio do mainstream ao se decepcionar com os atores que passaram a se distanciar da produção teatral no palco, atraídos pelo sucesso fácil das incipientes telenovelas. Assim começou os seus deslocamentos. Partiu para Rio Branco, no Acre, onde, ao lado dos índios Kaxinawá, passou por intensa transformação. Por fim, no início dos anos de 1990, se estabeleceu em Minas Gerais sem nunca cessar o seu trabalho criativo e a sua busca.

Atualmente em plena produção, João das Neves tem várias encenações em circulação: A Santinha e os Congadeiros, que, com elenco de congadeiros, levou ao palco um mito fundador das Irmandades do Rosário do Congado mineiro; Besouro, Cordão de Ouro e Galanga Chico Rei, ambos também com temática afro brasileira, em uma parceria de sucesso com Paulo César Pinheiro, autor dos textos e músicas; Zumbi, de Augusto Boal e Gianfranesco Guarnieri, com música de Edu Lobo; A Farsa da Boa Preguiça, texto de Ariano Suassuna, e Aos Nossos Filhos, de Laura Castro.

Nesse ano, dirigiu a peça Madame Satã, em versão adaptada pelo Grupo dos Dez para o Oficinão do Galpão, que estreou em janeiro, em Belo Horizonte, e será apresentada no Itaú Cultural na programação paralela à Ocupação. Ainda no instituto, dentro da Mostra Rumos, neste mês estreou o espetáculo Bonecas Quebradas, um dos projetos contemplados no Rumos 2013-2014.

Em breve, o artista vai dirigir e atuar na peça Lazarillo de Tormes, que escreveu inspirado na descoberta do que pode ser o texto original da obra criada na Espanha no século XVI. Vai realizar, ainda, um sonho de décadas: montar a peça de sua autoria Yuraiá – O Rio do Nosso Corpo, que retrata a saga da nação Kaxinawá no Acre.

Programação paralela e site
O Itaú Cultural promove uma programação com atividades dirigidas pelo homenageado. O Fim de Semana em Família traz uma roda de contação de histórias infantis escritas por Neves, no sábado e no domingo da abertura da exposição, dias 26 e 27 de setembro, a partir das 14h, ao lado do espaço expositivo da mostra. Nos mesmos dias, às 16h, é apresentado o espetáculo infantil Mirabolante, igualmente dirigido por Neves, encenado pelo grupo Confraria da Dança.

Madame Satã, escrita nos anos de 1980, terá apresentação única na programação da série Terça Tem Teatro do dia 29 de setembro, às 20h, na Sala Itaú Cultural. Com dramaturgia assinada por Marcos Fábio de Faria e Rodrigo Jerônimo, sob orientação de João das Neves, a montagem do Grupo dos Dez, fala sobre a figura real do primeiro travesti do país que dá nome à peça, aborda o universo da prostituição, da pobreza, do racismo, da homofobia e da transfobia, tendo como cenário o bairro da Lapa, no Rio de Janeiro.

Um dos produtos resultantes do projeto de recuperação do acervo desse diretor e autor teatral, patrocinado pelo Itaú Cultural, ainda na primeira quinzena de outubro, em data a definir, será lançado o site www.joaodasneves.com.br – projeto selecionado no Rumos 2013-2014, o programa do instituto e fomento à arte e culturas brasileiras.

João das Neves / Foto: André Seiti

João das Neves / Foto: André Seiti

João das Neves, sem data definida / Fotos de autoria desconhecida. Acervo João das Neves

João das Neves, sem data definida / Fotos de autoria desconhecida. Acervo João das Neves

Primeiras Estórias (1991) / Foto: Eliane Torino. Acervo João das Neves

serviço
Exposição: "Ocupação João das Neves", com curadoria compartilhada entre João das Neves, Titane e os núcleos do Itaú Cultural de Enciclopédia, de Artes Cênicas, e de Audiovisual e Literatura
Datas e horários: De 26 de setembro (a partir das 14h) até 8 de novembro de 2015. De terça-feira a sexta-feira, das 9h às 20h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.
Local: Itaú Cultural | Avenida Paulista, 149 - Estação Brigadeiro do Metrô.
Entrada franca

Atividades paralelas à Ocupação
Espetáculo Infantil: Mirabolante
Data e horário: 26 e 27 de setembro, 16h
Duração: 50 min
Classificação indicativa: livre
Sala Itaú Cultural
Capacidade: 249 lugares
Retirada de ingresso com duas horas de antecedência

Contação de História
Data e horário: 26 e 27 de setembro, 14hs
Duração: 40 min
Classificação Indicativa: livre
Local: Piso Paulista 

Terça Tem Teatro
Peça: Madame Satã
Data e horário: 29 de setembro, 20h
Sala Itau Cultural
Duração: 100 minutos
Capacidade: 247 lugares
Retirada de ingresso com meia hora de antecedência
Classificação Indicativa: 16 anos