Vídeos

Documentário conta parte da história de São Paulo através da Conservação de Esculturas em Espaços Públicos

A cidade de São Paulo acaba de receber um presente: 41 esculturas e monumentos históricos restaurados, após passarem por um minucioso período de limpeza e recuperação. 

As obras são assinadas por nomes icônicos da arte brasileira, e instaladas em regiões que são cartões postais da cidade, como a Praça da Sé, a Avenida Paulista e o Parque Ibirapuera.  O projeto foi patrocinado pela Bombril, e realizado pela Sequóia Produções, em parceria com o Ateliê Julio Moraes e apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Leia mais sobre o projeto.

Produto do projeto, o documentário "Conservação de Esculturas em Espaços Públicos"  reúne imagens do processo de restauro, entrevistas com os artistas criadores das obras, e narra a evolução histórica dos locais por onde passou a ação. Participam do documentário Caciporé Torres, Emanoel Araújo e Luiz Hermano, o chefe de restauração (Claudemir Ignacio), o curador do MAM (Felipe Chaimovich), a Coordenadora do DPH (Alice de Almeida Américo) e o produtor do projeto (Eduardo Lara Campos).

O filme foi dirigido pelo artista visual Rodrigo Kassab que atua como diretor de cinema, diretor de fotografia e fotógrafo. Kassab já expôs na Galeria Lume e morou em Paris de 2008 a 2011 para se dedicar exclusivamente à arte.

Após o lançamento, o documentário esta disponivel ao público, você pode assisti-lo a seguir:  

Outro produto do projeto é um catálogo fotográfico que foi lançado e distribuído no último dia 9 em um evento no MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo). A publicação documenta as esculturas e os locais por onde a ação passou e agora está disponível em e-book. Você pode adquiri-lo gratuitamente clicando aqui.

Conservação de Esculturas em Espaços Públicos - Fase III

 Projeto, que conta com patrocínio da Bombril, visa recuperação de importantes esculturas e monumentos da cidade de São Paulo; obras de artistas consagrados como Nuno Ramos, Franz Weissmann, Amélia de Toledo entre outros fazem parte da ação 

Idealizada pela produtora Sequóia Produções em parceria com um dos mais respeitados escritórios de restauro e conservação, o Ateliê Julio Moraes, a iniciativa já passou por duas fases. Na primeira, em novembro de 2018, foram recuperadas nove esculturas e monumentos da Praça da Sé, no centro da cidade. Entre os destaques, Abertura (1970), escultura em aço de Amilcar de Castro; Voo (1967), de Caciporé Torres; Nuvem Sobre a Cidade (1979), de Nicolas Vlavianos; Emblema de São Paulo (1979), de Rubem Valentim e as esculturas Sem título de Mario Cravo Júnior, em aço inoxidável, e de Sergio Camargo, em mármore carrara - todos na Praça da Sé. 

A segunda fase foi realizada no final de janeiro, e contou com a recuperação de três esculturas no Parque Trianon, na Avenida Paulista: Fauno (1944), de Victor Brecheret; Anhanguera (1935), de Luís Brizzolara e Busto de Joaquim Eugenio de Lima (1952), de Roque de Mingo

A terceira fase será o restauro das peças do Jardim das Esculturas no MAM. Inaugurado em 1993, ele abriga 30 esculturas numa área de 6 mil metros quadrados, sendo um dos principais acervos brasileiros expostos a céu aberto.  Confira a seguir registros desse processo. 

Confira noticia na integra.

Vídeo: Bombril patrocina restauração de esculturas e monumentos paulistanos

Idealizado pela Sequóia Produções, o projeto fará o restauro de obras na Praça da Sé, no Parque Trianon e no Jardim das Esculturas do MAM-SP, no Ibirapuera. 

Serão restauradas obras de artistas consagrados, como Victor Brecheret, Franz Weissmann, Amilcar de Castro, Mário Cravo Júnior, Nuno Ramos e Amélia Toledo. Foto: Divulgação.

Esculturas e monumentos criados por importantes artistas, tais como Sergio Camargo, Franz Weissmann, Amilcar de Castro, Rubem Valentim, Mário Cravo JúniorNuno Ramos e Amélia Toledo, passarão por um minucioso processo de limpeza e recuperação. Iniciado ainda em 2018, o projeto idealizado pela Sequóia Produções e patrocinado pela Bombril deve estender-se até maio de 2019. As obras, localizadas na Praça da Sé, no Parque Trianon - na Av. Paulista- e no Jardim das Esculturas do MAM-SP receberão ainda uma camada de proteção química para a melhoria de sua conservação.

"Buscamos obras instaladas em regiões extremamente emblemáticas da cidade. São pontos turísticos, com um fluxo grande de pessoas e com trabalhos de grandes nomes da arte moderna e contemporânea brasileira", pontua Eduardo Lara Campos, diretor da Sequóia Produções.

Em 2018 foram recuperadas nove esculturas e monumentos da Praça da Sé, no centro da cidade. Confira no vídeo a seguir de parte do trabalho de preservação realizado com as obras públicas na praça:

Veja matéria sobre o projeto na íntegra.

Trailer: Tunga, o esquecimento das paixões

Com depoimentos de Miguel Rio Branco, Paulo Sergio Duarte, Cildo Meireles, Bernardo Paz e muitos outros "Tunga, o esquecimento das paixões" traça uma linha do tempo da poética do artista


Cena do documentário "Tunga, o esquecimento das paixões". Crédito: Divulgação

O documentário"Tunga, o esquecimento das paixões" estreia nos cinemas no dia 9 de maio. O filme narra a  trajetória do artista pernambucano que foi o primeiro artista contemporâneo do mundo a ter uma obra exposta no Museu do Louvre. A poética de Tunga é multifacetada, ele pesquisou literatura, filosofia, psicanálise, teatro, cinema e ciências exatas e biológicas para realizar seu trabalho. O desenho, a escultura e a performance fazem parte de suas linguagens e suportes, o artista é considerado um dos criadores brasileiros mais importantes da arte contemporânea. Confira o trailer abaixo:


Créditos:
TUNGA, O ESQUECIMENTO DAS PAIXÕES
Brasil, 2018, cor, 73min
Direção: Miguel De Almeida
Produção: Beto Tibiriçá e Mario Borgneth
Produção: Plateau Produções
Coprodução: Canal Brasil
Voz: Marina Lima
Roteiro: Miguel De Almeida e Thomaz Marcondes
Fotografia: Aldo Ribeiro
Montagem: Alexandre Gwaz
Distribuição: CUP Filmes
Depoimentos: Miguel Rio Branco, Paulo Sérgio Duarte, Cildo Meireles, Bernardo Paz, Murilo Salles, Fernando Sant’Anna, Arthur Omar, Cosme Tome da Silva, Leonardo Gomes Guimarães, José Mário Pereira.
Estréia dia 9 de maio nos cinemas