Notícias

Voltar

Museu MAB-FAAP é uma ótima opção durante o mês de julho

O Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (MAB-FAAP) é uma boa alternativa de passeio, principalmente no mês de julho, período das férias escolares. Além de oferecer entrada gratuita, tem um programa de exposições que leva o visitante a uma imersão à História da Arte no Brasil e dispõe de um serviço educativo com atividades diversas para crianças e adultos.

A primeira mostra em cartaz joga luz sobre as mulheres artistas, que tiveram suas obras reconhecidas a partir do Modernismo, como Tarsila do Amaral e Anita Malfatti. A segunda, traz a visão de Raimundo Cela, um artista cearense muito respeitado entre os estudiosos, mas pouco conhecido do público em geral.

Raimundo Cela, Abolição dos escravos, 1938 - óleo sobre tela, 225 x 392 cm (Divulgação)

Em sua visita ao MAB-FAAP, o público pode apreciar ainda as obras de arte permanentes que compõem o edifício do museu: um painel de vitrais de 350 metros quadrados composto por 56 projetos de destacados artistas como Cândido Portinari, Tarsila do Amaral, Lasar Segall, Lina Bo Bardi, Tomie Ohtake, Arcangelo Ianelli, entre outros.

Outra obra importante é o vitral da claraboia cujo tema é a floresta amazônica, de 126 metros quadrados, e de autoria de Claudia Andujar. Há ainda modelagens em gesso que reproduzem os profetas de Aleijadinho e que foram criadas pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais para a mostra "Barroco no Brasil", exposição inaugural do MAB, em 1961.

O MAB-FAAP possui ainda um jardim de esculturas, na área externa, onde podem ser conferidas esculturas em metal ou pedra, de medianas e grandes dimensões, de artistas  como  Bruno Giorgi, Nicolas Vlavianos,  Franz Weissmann,  Caciporé Torres e Yutaka Toyota.

"Queremos propor experiências significativas ao público, que possam ampliar a compreensão sobre as artes visuais", explica Fernanda Celidonio, gestora do MAB-FAAP. "O acesso à cultura deve ser para todos, por isso nos dedicamos a cuidar de um acervo tão rico de obras e cuja importância está além do limite da comunidade acadêmica", completa.

Noemia Mourão, Paisagem marítima com duas moças, 1937 - óleo sobre tela, 79,2 x 63 cm (Divulgação)

Serviço Educativo
Dentro de sua proposta em promover atividades gratuitas que possam proporcionar reflexão e conhecimento sobre as obras de arte em exposição, o Serviço Educativo do MAB-FAAP realiza neste mês de julho ações educativas na exposição "Raimundo Cela - um mestre brasileiro".

No dia 9/7 (sábado), às 14h, haverá uma Visita Temática na exposição com o objetivo de estudar as representações do corpo, técnica muito utilizada por Raimundo Cela em suas obras para mostrar o andar, o ato de comer, dançar, entre outros. Neste mesmo dia, às 16h, o público poderá participar da Oficina de Modelo Vivo, na qual serão realizados exercícios de desenho de observação.

No dia 10/7 (domingo), às 15h, o Serviço Educativo organiza uma Oficina de História em Quadrinhos. A ideia é incentivar o participante a criar sua própria história em quadrinhos utilizando os personagens retratados por Raimundo Cela em suas obras, como jangadeiros, pescadores, rendeiras, entre outros.

Todas as atividades são abertas ao público e gratuitas. Informações sobre as atividades estão disponíveis aqui.

Raimundo Cela, A Virada, 1943 - óleo sobre madeira, 99 x 132 cm (Divulgação)

Sobre as exposições
A exposição "Elas - Mulheres Artistas no Acervo do MAB" apresenta uma seleção de obras produzidas por mulheres artistas durante todo o século XX até os dias atuais. São exibidas 82 produções, escolhidas do acervo do MAB-FAAP por sua qualidade artística, representatividade, segundo os movimentos e tendências da época em que foram produzidas, além de valores de atração visual. Da lista das 64 artistas que integram a mostra, encabeçada por Anita Malfatti e Tarsila do Amaral, constam as obras de Noêmia Mourão, Djanira, Marina Caram, Mira Schendel, Tomie Ohtake, Georgia Kyriakakis, Anna Maria Maiolino, Carmela Gross, Teresa Nazar, Mary Vieira e Maria Bonomi.

"Raimundo Cela - um mestre brasileiro" traz uma retrospectiva do percurso do artista desde suas obras acadêmicas até os últimos trabalhos.  Com curadoria de Denise Mattar, que tem como proposta resgatar artistas de qualidade que ficaram à margem da história oficial da arte brasileira, reúne 120 obras do artista, como o painel Abolição (1938), que está reproduzido na mostra em seu tamanho original. A obra simboliza o momento histórico marcante na história do Ceará e do Brasil: a abolição da escravatura, em 25 de Março de 1884, no Ceará, terra-natal de Cela.

As exposições do MAB-FAAP em 2016 contam com horário de visitação diferenciado: de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h; aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Agora o MAB-FAAP fecha às terças-feiras e não mais as segundas-feiras.

Teresa Nazar, Sem título, 1972 - tinta, chapa de ferro, sisal com pva, plástico e resina de poliéster sobre compensado, 81 x 113 x 6,5 cm (Divulgação)

serviço
Datas: "Elas - Mulheres Artistas no Acervo do MAB" - até 18/12; "Raimundo Cela - um mestre brasileiro" - até 18/09.
Horários: De segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, com permanência até às 19h; aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h, com permanência até às 18h (fechado às terças-feiras, inclusive quando feriado).
Local: MAB-FAAP | Rua Alagoas, 903 - Higienópolis.
Entrada gratuita.

Receba o e-book do projeto de Conservação de Esculturas em Espaços Públicos
Receba o e-book do projeto de Conservação de Esculturas em Espaços Públicos