Notícias

Voltar

Exposições de artes plásticas entram em cartaz em SP

Artes Visuais: Confira a seleção do InfoArt com as melhores exposições de artes visuais que acontecem em São Paulo esta semana

Como de costume, a cidade de São Paulo recebe novas exposições de artes visuais e se despede de algumas outras durante a semana. Os destaques são de exposições fotográficas e uma coletiva, no Instituto Tomie Ohtake, que realiza uma análise do espírito do tempo recente, de até oito anos atrás.

Atividades culturais também preenchem a semana paulistana. A exposição "Ready Made in Brasil" promove palestras gratuitas com grandes nomes das artes visuais. Waltercio Caldas, Paulo Sérgio Duarte, Paulo Herkenhoff e o crítico e artista chileno Camilo Yañez integram mesas com mediação de Daniel Rangel e Martin Grossmann, no Centro Cultural FIESP. O mesmo centro cultural exibe ainda, em sua Galeria de Arte Digital (localizada na fachada do prédio, na Av. Paulista), duas obras digitais interativas durante o mês de novembro. Cada uma a sua maneira, as obras abordam reflexões sobre a cidade e controle por meio dos movimentos corporais.

E para movimentar mais ainda a cena de artes plásticas paulistana, a Feira PARTE chega à sua nona edição. O evento leva para o Clube A Hebraica, no Jardim Europa, novos projetos especiais em arte contemporânea e abre espaço para jovens talentos representados por grandes galerias e coletivos.

Confira as exposições que entram em cartaz e outras importantes mostras que encerram suas exibições ainda esta semana em São Paulo:

ABERTURAS

PROJETO LATITUDES | DESCOBRIMENTO
ARTISTAS: RAUL ZITO E MARÉ DE MATOS
DE 7/11 A 4/3
SESC VILA MARIANA

Chegando à sua sexta edição, o projeto Latitudes consolida-se como um espaço em que artistas de diferentes linguagens e técnicas desenvolvem trabalhos com o objetivo de superar distâncias, ressignificando as fronteiras. Nesta edição, a mostra apresenta um artista visual e uma poeta que juntam-se na produção de um mural que enseja um encontro entre a fotografia e a literatura expandidas no Sesc Vila Mariana. No âmbito da pesquisa de ambos os artistas, ocupam lugar central a estética africana e a arte afro-brasileira, em diálogo com a ancestralidade. Saiba mais.

DEScobrimento (Divulgação)

ASSENTAMENTO
ARTISTAS: JAIME LAURIANO
DE 07/11 A 20/1
GALERIA LEME

A segunda exposição individual de Jaime Lauriano, um dos ganhadores do "Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça 2017", apresenta obras inéditas resultantes de pesquisas desenvolvidas pelo artistas durante os últimos dois anos. Com desenhos, objetos, intervenções e colagens, “Assentamento” transita entre passado e presente para tencionar como as desigualdades e as violações de direitos humanos, tão presentes no atual momento da sociedade brasileira, resultam, em grande parte, da construção de um projeto higienista de nação, que para se sustentar faz uso de seu aparato simbólico e bélico para aniquilar aqueles que se revoltam contra as suas normas. A Galeria Leme também apresenta simultaneamente à mostra de Jaime Lauriano a sétima edição do projeto "SITU", com a artista brasileira Ana Dias Batista, que cria uma obra inédita e site-specific que sublinha as tensões e contradições da relação entre o edifício da galeria e a cidade de São Paulo. Saiba mais.

Jaime Lauriano, Invasão, 2017. Lápis dermatografico sobre algodão vermelho, 160 x 310 cm (Reprodução/Galeria Leme)

GRANDE COLETIVA DE ARTE NAÏF
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: JACQUES ARDIES
DE 7/11 A 22/12
GALERIA JACQUES ARDIES

A chamada arte naïf é uma expressão artística que surgiu na eclosão da arte moderna. Os artistas naïfs, via de regra, não pretendem seguir as regras da academia, e, por meios próprios, inventam uma linguagem pessoal, expressando suas experiências de vida. A "Grande Coletiva de Arte Naïf", exposição que tradicionalmente encerra a agenda expositiva da galeria, reúne mais de 80 obras, de 30 artistas brasileiros, mesclando formas distintas de se fazer arte, cada uma com o seu conceito e processo criativo particular. Saiba mais.

Edgar Calhado, Fazenda de café, 2010, 50 x 100 cm. (Galeria Jacques Ardies/Divulgação) 

QUANDO NÓS ESTAMOS? O TEMPO E O PRÊMIO EDP NAS ARTES
ARTISTAS: VÁRIOS
DE 8/11 A 7/1
INSTITUTO TOMIE OHTAKE

Com novos trabalhos dos sete premiados das edições de 2009, 2010, 2012, 2014 e de 2016, ano em que o "Prêmio EDP nas Artes" passou a eleger três vencedores, a mostra investiga a produção desses artistas sob a perspectiva dos acontecimentos ocorridos na arte e na sociedade durante esse período. A proposta da exposição, realizada pelo Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto Tomie Ohtake, consistiu na produção de uma linha do tempo coletiva, construída pelos artistas e pelos curadores, em que cada um escolheu por seus próprios critérios acontecimentos dos últimos oito anos. Saiba mais.

Virgílio Neto, Sem título, 2016. Foto: Diego Bresani.

MULHERES DE PEDRA
ARTISTAS: ALEXANDRE AUGUSTO
DE 8/11 A 10/3
UNIBES CULTURAL

O fotógrafo Alexandre Augusto ficou durante dois anos convivendo com mulheres trabalhadoras de Itatim e Itaetê, municípios da Chapada Diamantina (BA), que quebram blocos de pedras gigantes para sustentarem a família. Esse trabalho resultou na exposição "Mulheres de Pedra", que apresenta mais do que a realidade das mulheres cortadoras de pedra: coloca-nos diante de algo que não está apenas nas pedreiras, está na grandeza do feminino. Saiba mais.

Foto: Alexandre Augusto (Divulgação)

DO DISCURSO POLÍTICO BRASILEIRO
ARTISTAS: DING MUSA
DE 9/11 A 28/1
GALERIA RAQUEL ARNAUD

Ding Musa apresenta uma série de fotografias que surgem do convívio do artista, ao longo de dez anos, com Brasília, em viagens por ocasião de outros trabalhos. O artista, ao retratar prédios emblemáticos, busca explorar o aspecto discursivo imbuído na espacialidade construída para ser a capital de um país. “O que podemos ver é uma visão, não muito difundida, dos prédios em manutenção, de funcionários que ali trabalham e desses espaços pensados para proferir discursos e projetar uma ideia de nação”, afirma Ding. Simultaneamente, a galeria exibe também a mostra "Fototaxia", de Carlos Nunes. Saiba mais.

Ding Musa, do discuso politico brasileiro, 90 x 135 cm (Divulgação)

GEOMETRIAS INSUSPEITAS DO COTIDIANO
ARTISTAS: KIOLO
CURADORIA: GABRIEL WICKBOLD
DE 9/11 A 8/12
GABRIEL WICKBOLD STUDIO & GALLERY

A mostra expõe 28 obras – 16 fotografias e uma instalação com 12 peças - do artista baiano Kiolo. O fio condutor da exposição é o modo característico que o artista enxerga seu entorno, de maneira geométrica, enquadrada, emoldurada, alinhada. "A mensagem que quero passar é a mensagem do olhar. É a minha primeira exposição individual e a importância dela está na divulgação da minha essência, da maneira como vejo as coisas, como exploro ângulos e enquadramentos", comenta o artista. Saiba mais.

Kiolo (Divulgação)

ÚLTIMOS DIAS

OCUPAÇÃO SILVIA CINTRA + BOX 4
ARTISTAS: VÁRIOS
ATÉ 12/11
GALERIA VERMELHO

A galeria carioca Silvia Cintra + Box 4 ocupa a Fachada, a Sala 3 e a Sala Antonio da Galeria Vermelho com uma seleção de obras de alguns de seus artistas representados: Nelson Leirner, Maria Klabin, Laercio Redondo, Renata Har e Omar Salomão. Filmes de Nelson Leirner em Super 8 também integram a ocupação da galeria carioca. Saiba mais.

Omar Salomão, Não Sei, 2017. Tinta spray acrílica sobre compensado de madeira, 80 x 110 cm. (Divulgação)

A ERA DOS GAMES
CURADORIA: PATRICK MORAN
ATÉ 12/11
FUNDAÇÃO BIENAL DE SÃO PAULO

O público que visitar o evento poderá interagir com mais de 150 jogos selecionados a dedo, a começar pelo clássico Pong, de 1972. A exposição terá ainda uma área com representação brasileira, visto que o país ocupa o 11º lugar no ranking de crescimento do mercado de games. A exposição explora a influência de músicos, cineastas e artistas e mostra claramente que algumas das inovações mais criativas do nosso tempo passaram por este meio fenomenal. Parte da mostra é voltada à evolução dos videogames como hardware e também haverá toda uma seção focada nos personagens icônicos como Mario. Saiba mais.

(Divulgação)

Perdeu as exposições que entraram em cartaz na última semana em São Paulo? Confira aqui.