Notícias

Voltar

Exposições da semana - 21/8

O mês de agosto está bombando com as programações de artes plásticas e visuais na cidade de São Paulo. Após uma semana toda dedicada à arte e cultura, a Semana de Arte chegou ao final no último domingo (20), mas outra feira já chega trazendo mais movimentação nesta semana.

A 11ª edição da SP-Arte/Foto, principal evento de fotografia do circuito brasileiro, acontece entre os dias 24 e 27 de agosto, encerrando o mês da fotografia em grande estilo, no Shopping JK Iguatemi. Além dos 32 expositores, os visitantes podem participar de debates, workshops e lançamentos de fotolivros durante os dias de feira.

Já as aberturas de exposições durante a semana reunem coletivas e individuais de arte contemporânea, fotografia, street art, entre outros. Confira a seleção que o InfoArtSP fez para os nossos leitores não perderem nenhuma novidade na capital paulista:

15 fotógrafos
Artistas: Vários
Curadoria: Ian Duarte Lucas
De 22/8 a 23/9
Verve Galeria

Em meio ao bombardeio de imagens que permeiam intensamente o cotidiano, onipresentes tanto no âmbito público como no privado, a coletiva propõe destacar os aspectos investigativo e provocador da Fotografia, explorando a produção autoral de 15 artistas em 18 fotografias. Os fotógrafos com obras expostas são: Armando Prado, Beatriz Albuquerque, Cristiano Mascaro, Flávio Samelo, Gabriel Wickbold, Guilherme Licurgo, Jairo Goldflus, Janaina Matarazzo, Juan Esteves, Kikyto Amaral, Luisa Malzoni, Luiz Bhering, Pierre Verger, Roberto Cecato e Vânia Toledo. Saiba mais.

Pierre Verger - “Cuba”, 1957. Impressão sobre papel de algodão, 15 x 20 cm

Plethora
Artista: Julio Bittencourt
Curadoria: Paulo Kassab Jr.
De 22/8 a 7/10
Galeria Lume

A mostra apresenta ao público paulistano dez obras do artista Julio Bittencourt, entre fotografias, composições em metacrilatos e uma projeção de vídeo. Avanços no padrão de vida e bem-estar têm assegurado, década após década, a expansão das famílias. Apesar de algumas sociedades registrarem queda nas taxas de natalidade, praticamente todas testemunham o aumento da longevidade, fruto de revoluções farmacêuticas e tecnológicas. São as implicações ocasionadas pela superpopulação que norteiam a mostra "Plethora", que traz um recorte do projeto do artista onde ele retrata comunidades em centros urbanos em que o fenômeno da superpopulação é particularmente relevante. São Paulo, Nova York, Tóquio, Mumbai, Pequim e Jacarta são as cidades utilizadas como pano de fundo nas fotografias de Bittencourt. Alguns dos registros que compõem a mostra são inéditos, realizados pelo fotógrafo em julho deste ano. Saiba mais.

Julio Bittencourt, Plethora, Laundromat, 2016

Em trânsito - a stencil art
Artista: Celso Gitahy
Curadoria: Caru Albuquerque
De 22/8 a 22/10
Centro Cultural FIESP

A clareza e os contrastes da imagem, a herança da pop art, a imagética da rua como uma vitrine, o transformar do defeito em uma qualidade, através da pintura. Tudo isso se mistura na mostra individual que reverencia os mais de 25 anos de trabalho de um dos expoentes do estêncil no Brasil, Celso Gitahy. A exposição reúne uma diversidade de formatos e suportes, indo desde pinturas sobre tela e zinco, espuma, vidro e metal, até livro de artista, objetos e instalações, sempre realizados com a técnica do estêncil. Saiba mais.

Celso Gitahy - Amazônia à venda (tinta spray sobre papelão sanfonado)

Foram ao norte para chegar ao sul
Artista: Graciela Sacco
Curadoria: Diana Wechsler
De 22/8 a 30/9
Zipper Galeria

Um dos principais nomes da produção argentina contemporânea, Graciela Sacco (1956) realiza sua primeira exposição individual no Brasil, onde os temas alvo são: a relação entre memória e fotografia e entre arte e sociedade, deslocamentos, migrações, exílios e a diáspora contemporânea. A mostra reúne instalações, vídeos, fotografias e objetos da artista, que é reconhecida por desenvolver técnicas inovadoras de impressão fotossensíveis, rompendo com os suportes tradicionais. A última vez que Graciela Sacco apresentou um corpo expressivo de trabalhos no país foi em 1996, durante a 23ª Bienal de São Paulo, da qual participou como representante argentina. Saiba mais.

Graciela Sacco

Espelho (el mensajero)
Artista: André Severo
De 22/8 a 23/9
Galeria Bolsa de Arte

Projeto contemplado com o XV Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia 2015, a mostra é composta de cerca de cinco vídeos produzidos a partir de imagens fotográficas, 20 fotografias e textos, todos organizados em uma espécie de instalação no espaço da galeria, em Pinheiros. Delineado a partir do desejo de trabalhar com imagens apropriadas de fontes variadas e de diferentes temporalidades, "Espelho" aposta no espaço concentrado da sala de exposição como lugar singular de projeção para o processo poético, tendo a imagem, o tempo e a memória como elementos latentes da estruturação da mostra. Saiba mais.

André Severo

Campos de Altitude
Artista: Kitty Paranaguá
Curadoria: Diógenes Moura
De 22/8 a 30/9
Janaína Torres Galeria

Autora de um trabalho que transborda poesia, fruto de sua relação com as pessoas, lugares e objetos que fotografa, a carioca Kitty Paranaguá apresenta, "Campos de Altitude". Com uma carreira estabelecida há mais de 20 anos, Kitty expõe pela primeira vez em São Paulo. Em Campos de Altitude, a artista revela a cidade através de personagens que vivem na tensão morro-asfalto. Além da série que dá nome à mostra, a artista também apresenta ao público paulistano Copacabana. Os dois ensaios trazem uma visão emocionante e original da fotógrafa sobre sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Saiba mais.

Kitty Paranaguá - Sem título (da Série Copacabana), 2008 - 13, Pigmento sobre papel de algodão, 30x40cm - 75x100cm

Individuais de Michael Wesely e Gilvan Barreto
Artistas: MIchael Wesely e Gilvan Barreto
Curadoria: Adriano Casanova
De 22/8 a 13/10
Casa Nova Arte e Cultura Contemporânea

Os trabalhos do alemão Michael Wesely e do brasileiro Gilvan Barreto, dois destaques na cena artística contemporânea, são expostos pela primeira vez no mesmo local em duas mostras individuais simultâneas. Wesely e Barreto têm como marca o emprego da fotografia como mídia em suas construções artísticas, gerando diálogos peculiares com as tensões e as nuances da contemporaneidade em seus mais diversos fragmentos. Na individual "Expedições", o artista alemão exibe um recorte de 12 trabalhos que compõem um panorama de diferentes momentos na sua trajetória. Revela-se um peculiar olhar estrangeiro sobre o Brasil, com direito a um inédito retrato do arquiteto Oscar Niemeyer feito em 2003. Já o pernambucano Gilvan Barreto traz a São Paulo pela primeira vez a sua série “Postcards from Brazil”, vencedora do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger. A partir de um acervo de cartões postais, ele aponta a localização de paisagens exuberantes que serviram de cenário para torturas, assassinatos e ocultação de cadáveres de quase 500 pessoas durante a ditadura militar no Brasil, rasgando sobre a natureza a cicatriz profunda de sucessivos crimes governamentais. Saiba mais.

Gilvan Barreto - Chacina do Iguaçu

Pedro Correia de Araújo: Erótica
Artista: Pedro Correia de Araújo
Curadoria: Fernando Oliva
De 24/8 a 18/11
MASP

A mostra individual reúne 66 obras do artista pernambucano Pedro Correia de Araújo (Paris, 1881 – Rio de Janeiro, 1955), divididas em quatro grandes núcleos representativos de sua produção: nus, danças, retratos e a chamada série Erótica. A exposição assume como mote a sensualidade latente que atravessa suas obras da fase brasileira (1929-1955), ressaltando, porém, a presença do erotismo não apenas nos nus ou na série de desenhos sexualmente mais explícitos, mas também, e especialmente, nas representações de danças brasileiras, como o jongo, e retratos femininos de caboclas, índias, e negras. Saiba mais.

Pedro Correia de Araújo - Santa Cruz de Pernambuco, 1932, óleo sobre madeira, 64 x 90 cm. Coleção particular, São Paulo (Crédito: Jorge Bastos)

Para conferir outras exposições em cartaz na cidade de São Paulo basta acessar nossa agenda.