Notícias

Voltar

Dois mil e arte!

Em um ano de muita movimentação no circuito e no mercado de arte brasileiro e paulistano, a equipe do InfoArtSP só tem a agradecer todos aqueles que apoiaram e tornaram possível estes primeiros meses de atuação do site; dos patrocinadores aos colaboradores, passando pelos galeristas e os internautas apaixonados por arte. Tendo como missão divulgar, facilitar o acesso e aproximar ainda mais o grande público desse circuito, muitas vezes considerado restrito, o InfoArtSP, em aproximadamente 8 meses, visitou as principais exposições e feiras que aconteceram em São Paulo, além da cobertura da feira carioca, ArtRio 2015

Após um ano recheado de ótimas exposições - com nomes que iam dos grandes mestres das artes plásticas, como KandinskyMiró e Frida, aos contemporâneos nacionais e internacionais, como Nuno Ramos e sua impressionante individual na Estação Pinacoteca, ou o festival O.bra, que espalhou grafites enormes pelas empenas dos prédios no centro de São Paulo - a capital se prepara para entrar em 2016 com as energias renovadas, e nós do InfoArtSP, também!

Treino realizado no Centro de São Paulo / Créditos: nikecorre

Para não perder o fôlego nem o pique com tantas opções ocorrendo por todos os cantos da capital paulista, em 2015 preparamos, em parceria com a nossa patrocinadora Nike e o Nike+ Run Club SP, quatro edições do Circuito Nike+, que foram planejadas para disponibilizar rotas de corrida que unissem a atividade física aos pontos de referência cultural e artística espalhados pela cidade de São Paulo. Essas rotas, pensadas em percursos de 4, 7 e 10 km, percorrem o Parque do Ibirapuera, os bairros da Luz e do Bom Retiro, a Avenida Paulista e o centro da cidade, nos arredores do bairro República.

Não teria data melhor do que abril de 2015 para darmos o ponta pé inicial neste projeto. A primeira semana de atividades do InfoArtSP foi também o semana da maior e mais importante feira de arte da América Latina, a SP-ARTE. De lá pra cá visitamos galerias, museus e outras feiras, como a co-irmã SP-ARTE/FOTO e a jovem PARTE - Feira de Arte Contemporânea.

Obra de Agustina Roca na galeria argentina UNGLOBOROJO, na PARTE 2015 / Créditos: Júlia Storch/InfoArtSP

Dentre os museus que merecem nosso destaque nesta pequena retrospectiva se encontra o MASP que em 2015 realizou um trabalho belíssimo sob a direção artística de Adriano Pedrosa, que propôs para 2015 um ano de revisão crítica e retomada das origens fundadoras do museu, a fim de reavaliar seu acervo e sua história, recuperando a essência da proposta arquitetônica de Lina Bo Bardi para o edifício. O ponto culminante desse trabalho se deu no último dia 10 de dezembro, com a abertura da exposição "Acervo em Transformação", que trouze de volta ao museu, e aos paulistanos, após quase 20 anos, a surpreendente expografia em cavaletes de cristal projetada por Bo Bardi para o acervo do MASP.

Obra Passeio ao crepúsculo, de Vincent Van Gogh (1889-90, óleo sobre tela) em primeiro plano, no MASP / Créditos: Tauã Miranda/InfoArtSP

Da esquerda para a direita: Vincent van Gogh, O escolar, 1888; José Ferraz de Almeida Júnior, Moça com livro, 1879; Pierre-Auguste Renoir, Menina com as espigas, 1888 (Créditos: Tauã Miranda/InfoArtSP)

Mas 2015 também deixará cicatrizes nos paulistanos. O fogo que destruiu no dia 21 de dezembro todo o Museu da Língua Portuguesa chocou a população nacional. Em nota, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo esclareceu que "todo o acervo do museu era virtual, por isso, sua recuperação plena será possível após a reconstrução do edifício, medida já anunciada pelo governador Geraldo Alckmin e que será priorizada pela gestão estadual em conjunto com diversas entidades historicamente parceiras e apoiadoras da instituição". A secretaria também afirmou que o museu possui seguro contra incêndio da ordem de R$ 45 milhões.

Incêndio no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo / Reprodução: EBC/Bombeiros do Estado de São Paulo

2016 é ano de Bienal em São Paulo, evento que mais coloca a arte em contato com pessoas que não possuem por hábito visitar museus. A 32ª edição do evento, que acontece entre setembro e dezembro, levanta questões ecológicas sob o tema "Incerteza Viva" e promete aquecer a discussão da arte frente aos danos promovidos pelo homem.

Cartaz da 32a Bienal de São Paulo / Divulgação

Caminhamos agora para um novo ano, com novas propostas e ansiosos para ver de perto o que aguarda o público paulistano amante da arte. Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das melhores exposições em 2016 (Facebook e Instagram - @infoartsp).

A equipe InfoArtSP deseja a todos Boas Festas!