Notícias

Voltar

DEBATE SOBRE STREET ART E MERCADO NO TEATRO DO SESI-SP

O precursor da arte de rua no Brasil, Celso Gitahy, o curador da galeria Choque Cultural, Baixo Ribeiro, e o artista e galerista Enivo farão um bate-papo com o público na quarta-feira (20/9), às 20h, no Teatro do Sesi-SP.

Em grandes cidades mundo afora as artes plásticas já se tornaram parte da rotina, não se restringindo ao espaço de galerias e museus, sendo produzidas e apreciadas também na vastidão e liberdade das ruas e avenidas. Nas últimas décadas a arte das ruas, ou street art, chamou a atenção de colecionadores e marchands nacionais e internacionais, que acabaram levando essa arte para dentro das galerias e museus.

Mas a essência da street art pode ser negociada? Esse movimento de troca de ambientes é natural? O mercado limita a audácia praticada e valorizada nas ruas? O projeto de debates InteligênciaPontoCom abre as portas para discutir a assimilação da arte de rua pelo mercado artístico e as possíveis implicações desse fato no dia 20 de setembro, às 20h, no Teatro do SESI-SP. A entrada é gratuita.

Os convidados Baixo Ribeiro (diretor e curador da Galeria Choque Cultural, especializada em street art), Enivo (artista e fundador da A7MA Galeria) e Celso Gitahy (pioneiro do stencil no Brasil e artista da exposição "Em Trânsito", em cartaz no Centro Cultural Fiesp) irão fazer um bate-papo descontraído sobre o tema e também responderão às perguntas do público presente.

As reservas antecipadas para o evento já estão disponíveis no site www.centroculturalfiesp.com.br . Os ingressos remanescentes serão distribuídos no dia do evento, a partir das 13h, diretamente na bilheteria do Teatro. Quem não puder comparecer, pode acompanhar ao vivo a transmissão on-line no link www.sesisp.org.br/transmissao- online.

Sobre os convidados:

Celso Gitahy. Crédito: Divulgação.

Nasceu em São Paulo, em 1968. Graduado pelo Centro Universitário de Belas Artes de São Paulo, é um dos pioneiros da street art no Brasil. Iniciou seus trabalhos utilizando a técnica do stencil na década de 1980. Mantém produções paralelas em desenho, pintura, poesia, além de realizar palestras e curadorias. É autor do livro O que é graffiti, da coleção Primeiros Passos, ed. Brasiliense. Já expôs na Austrália, Alemanha, França e Hungria, entre outros, estando com a exposição individual "Em Trânsito: a stencil art de Celso Gitahy", em cartaz no Centro Cultural Fiesp.


Baixo Ribeiro. Crédito: Divulgação.

Galerista e curador, é um dos fundadores da galeria Choque Cultural, que com mais de 10 anos de existência transformou-se numa das principais referências globais em arte urbana e novas linguagens contemporâneas, apresentando jovens artistas ao lado de nomes já consagrados internacionais.


Enivo. Crédito: Marcel Carneiro.

Enivo firmou um pacto vital com a arte em 1998, aos 12 anos de idade, quando teve sua primeira experiência com o graffiti. Graduado em Artes Plásticas pela Faculdade Paulista de Artes, Enivo é sócio fundador da A7MA Galeria e atua como arte-educador, curador e organizador de exposições que pensam arte em movimento. Além de expressar suas ideias nas ruas e no ateliê, já ilustrou campanhas publicitárias para muitas marcas e decorou diversos lares e empresas.

Serviço
Debate "Street art e o mercado: a ousadia valorizada".
Convidados: Baixo Ribeiro, Celso Gitahy e Enivo.
Local: Teatro do SESI-SP | Avenida Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon-Masp do Metrô.
Data e Horário: 20 de setembro de 2017 (quarta-feira) ás 20h.
Duração: 90 minutos.
Grátis.
Reservas antecipadas pelo site www.centroculturalfiesp.com.br. Ingressos remanescentes distribuídos na bilheteria no dia do evento, a partir das 13h.
Transmissão on-line: www.sesisp.org.br/transmissao-online

Receba o e-book do projeto de Conservação de Esculturas em Espaços Públicos
Receba o e-book do projeto de Conservação de Esculturas em Espaços Públicos