AGENDA DAS ARTES

Voltar

Young Male: Fotografias de Alair Gomes

Artistas: Alair Gomes

Curadoria: Eder Chiodetto

De 18/6 a 16/7

Casa Triângulo Ver mapa

Endereço: R. Estados Unidos, 1324 - Jardins

Telefone: 11 3167-5621

A Casa Triângulo apresenta, entre os dias 18 de junho e 16 de julho de 2016, a exposição “Young Male: Fotografias de Alair Gomes”, sob curadoria de Eder Chiodetto. A mostra contempla seis séries de imagens produzidas entre as décadas de 1960 e 1980 – algumas exibidas pelas primeira vez ao público, que através do viés homoerótico, revela uma produção seminal, complexa e original. Fazem parte da mostra obras das séries “Sonatinas”, “Four Feet”, “Beach Triptychs”, da coleção Fabio Settimi e de Joaquim Paiva, “Esportes”, além de fragmentos da série “Symphony of Erotic Icons” e imagens de estatuária greco-romana, provenientes da coleção Robson Phoenix. A entrada é gratuita.

(Divulgação)

Confira a seguir o texto do curador Eder Chiodetto sobre a mostra:
"O desejo pelo corpo masculino jovem e belo pautou toda a obra fotográfica do artista carioca Alair Gomes [1921-1992], realizada ao longo de 20 anos. O olhar do artista, de viés homoerótico, tornou-se complexo e original ao longo de sua produção realizada entre os anos 1960 e 1980. Essa obra de caráter radical, que concilia compulsão pessoal com refinamento de estratégias da linguagem, começou nos últimos anos a ser melhor estudada e legitimada por instituições como o MoMA, que recentemente adquiriu obras do artista.

'Young Male: Fotografias de Alair Gomes', que a Casa Triângulo apresenta agora, é a maior mostra de caráter comercial do artista realizada até hoje. Pelo fato de todo o seu acervo ter sido doado pelos seus herdeiros para a Biblioteca Nacional - o que também garantiu sua integridade -, são raras as obras de Alair que surgem no circuito de arte para serem adquiridas por colecionadores.

A mostra, com a maioria das obras oriundas do acervo de Robson Phoenix, que agora poderão integrar outras coleções, exibe fragmentos das séries Symphony of Erotic Icons (1966-1978); A Window in Rio (1977-1980) e Viagens [Europa, Arte] (1969). Essa última trata-se das fotografias de estatuárias greco-romanas realizadas na sua primeira viagem à Europa, que o levaram a trocar a escrita literária dos seus Diários Eróticos pela representação via fotografia. Mais tarde, a estética clássica que sublinha a força e a virilidade do corpo masculino serviria de referência para os retratos dos garotos nus.

A Window in Rio é uma das séries abrigadas sobre o título Finestra, que Alair fotografou da janela do sexto andar de seu apartamento, em Ipanema, flagrando o movimento dos garotos na calçada e nas janelas de prédios próximos. Sem ser notado, o fotógrafo exerce sua porção voyeur fazendo de sua teleobjetiva uma espécie de arma com a qual o caçador "abate" e guarda para si o corpo de suas caças.

Symphony of Erotic Icons foi a primeira composição sequencial realizada por Alair, entre 1966 e 1978. Considerada sua obra-prima, é dedicada totalmente ao nu masculino e compreende um conjunto de 1.767 fotografias. A série é estruturada em cinco movimentos: Allegro, Andatino, Andante, Adagio e Finale. Para Alair, a construção desse universo fotográfico almejava “transcender a sua personalidade”, criando um estado “proto-religioso”. Essa série nunca foi mostrada integralmente e dificilmente o será, devido a questões jurídicas relativas ao direito de imagem dos modelos, nunca formalizada pelo fotógrafo."

A mostra segue em cartaz até 16 de julho de 2016 (Divulgação)

serviço
Exposição: "Young Male: Fotografias de Alair Gomes", de Alair Gomes com curadoria de Eder Chiodetto.
Datas e horários: De 18 de junho, sábado, às 15h. Em cartaz até 16 de julho de 2016. De segunda a sábado das 10h às 19h.
Local: Casa Triângulo | R. Estados Unidos, 1324 - Jardins.
Entrada gratuita.