AGENDA DAS ARTES

Voltar

Visão Concreta

Artistas: Vários

Curadoria: Fabio Bitão

De 8/8 a 14/9

Matilha Cultural Ver mapa

Endereço: Rua Rego Freitas, 542 - República

Telefone: (11) 3256-2636

Matilha Cultural recebe a partir do dia 8 de agosto de 2019 a exposição “Visão Concreta”, onde fotógrafos e artistas plásticos de diversas gerações apresentam suas perspectivas sobre a cultura do skate, atravessando décadas de um movimento e seu lifestyle. Com curadoria do fotógrafo Fabio Bitão, a exposição conta com a participação de treze artistas que retratam em fotos e telas o universo do skate desde o início do movimento no Brasil, nos anos 70. O projeto, que reúne mais de 60 obras até 14 de setembro de 2019, oferece programação com o público ao longo das semanas: além de apresentações musicais, serão ministrados workshops aos sábados e sessões de cinema às quartas e sábados, no Cine Matilha, onde serão exibidos vídeos e documentários da cena (programação completa abaixo).

Ricardo Dexter por Pablo Vaz. Imagem: Divulgação.

Com mais de duas décadas de carreira, Bitão teve seu primeiro contato com o skateboard no fim dos anos 70. Cada vez mais incorporado a esse universo, sua visão do mundo foi construída sobre o shape, ao som de soul, jazz, rap, punk rock e rock’n’roll. Aos 20 anos teve contato com sua segunda adoração e profissão, a fotografia. Seu trabalho no movimento fez dele um dos profissionais mais reconhecidos da cena brasileira.

Bitão já registrou inúmeras sessões de skate, além de fotografar personalidades do meio. Teve suas obras expostas em todo o Brasil, além de Los Angeles ("Re:board Brazilian Art Research", em 2010), São Francisco ("We’re Mixed Up", em 2010) e Tóquio ("The World Cup of D.I.Y. Mag/zine 2010 & Anarchy Book Centre 3", em 2010). Atualmente também trabalha no programa Skate no Quintal, do canal OFF.

Entre os convidados estão os pioneiros da comunicação sobre o skate no Brasil, Cesinha Chaves (ex-Realce da TV Record, ex-SporTV) e Fábio Bolota (dono da revista Tribo) abrem seus acervos pessoais e se unem ao fotógrafo Shin Shikuma que leva trabalhos inéditos. Juntos eles representam as décadas de 70 e 80. Com imagens dos anos 90, Ivan Shupikov (ex-Playboy e Sexy e atual projeto Lá Em Casa), Bitão, Flávio Samello (à frente do programa Pela Rua - Canal OFF, atualmente também na revista Vista). Representando os anos 2000, os fotógrafos: Allan Carvalho (revista Cemporcentoskate), Heverton Ribeiro (idealizador do anuário Cold Skateboard), Pablo Vaz (reconhecido pela técnica na nova geração) e Caetano Oliveira (ex-Black Media). 

Os artistas plásticos Sesper (o Alexandre Cruz, vocalista do Garage Fuzz, e diretor do documentário Re:Board), Silvana Mello (pintura em azulejo e bordados com referências do movimento), Tinho (um dos mais experientes grafiteiros da cena) e Felipe Motta (do Rio de Janeiro com influência em arte nos shapes de diversas marcas e dono do estúdio Petit Pois) também levam suas obras sobre o universo do skate.

Fábio Bitão, Visão Concreta. Imagem: Divulgação.

 

Oficinas, cinema e intervenção
No sábado, 17 de agosto, Made Picchi promove o "Girls Talking", um papo com mulheres sobre skate e arte e a apropriação no Vale do Anhangabaú, local referência do movimento de skateboard nacional. Na semana seguinte, dia 24, Bitão e Flávio Samello fazem visita guiada pela exposição, apresentando cada obra com as histórias que envolvem os artistas e a cena. Para fechar o mês de agosto, dia 31, o público conta com uma oficina de shape reciclado promovida pelo Experimental Skate Art. E para encerrar as atividades, no dia 7 de setembro a galeria da Matilha Cultural recebe a disputa de melhor manobra 'Cash for Trick' em um obstáculo instalado no local.

O Cine Matilha é ocupado duas vezes por semana, às quartas e sábados, por uma hora, entre às 16h e 17h, e os telespectadores conferem os vídeos independentes feitos por Murilo Romão, intitulados como Flanantes, nos dias 14 e 17 de agosto. Filmes clássicos de skate nos dias 21 e 24 de agosto. As exibições do documentário Re:Board - Um resgate histórico da Skate Arte brasileira, dirigido por Sesper em uma das primeiras exposições feitas na Matilha Cultural, acontecem na quarta, 28, e no sábado, 31.

Chorão por Shin Shikuma. Imagem: divulgação.

Serviço
“Visão Concreta”, coletiva com curadoria de Fábio Bitão.
Datas e horários: Abertura dia 8 de agosto, quinta-feira, das 16h às 22h. Em cartaz até 14 de setembro de 2019. De terça a sábado, das 12h às 22h; domingo das 10h às 20h.
Local: Matilha Cultural | Rua Rego Freitas, 542 - República, São Paulo.
Entrada colaborativa. Classificação livre.

Programação Completa
8 de agosto
18h às 22h - Abertura da exposição “Visão Concreta” com  presença de todos os artistas envolvidos e pocket show de Acruz Sesper com DJ Nilton Neves, também skatista profissional.

Oficinas
17 de agosto
15h - Girls Talking
Made Picchi promove um papo com mulheres sobre skate e arte e a apropriação no Vale do Anhangabaú, referência do movimento de skateboard nacional

24 de agosto
15h - Visita Guiada
Bitão e Flávio Samello fazem visita guiada pela exposição, apresentando cada obra com as histórias que envolvem os artistas e a cena

31 de agosto
15h - Oficina de Shape
Experimental Skate Art promove oficina de shape reciclado

7 de setembro
15h - Cash For Trick
Disputa de melhor manobra 'Cash for Trick' em um obstáculo instalado no local.

Cine Matilha
14 e 17 de agosto
16h às 17h - Exibição de “Flanantes”. Vídeos independentes produzidos pelo skatista Murilo Romão

21 e 24 de agosto
16h às 17h - Exibição de vídeos clássicos do skate

28 e 31 de agosto
16h às 17h - “Re:Board - Um resgate histórico da Skate Arte brasileira”, dirigido por Sesper, traça uma narrativa sobre o movimento no país com entrevistas de vários empresários, artistas e skatistas que fazem parte da cena. Nomes como Billy, Speto, Binho, Thronn, Jorge Kuge, Lecuk, Nilton Urina e vários personagens importantes estão no projeto.