AGENDA DAS ARTES

Voltar

Tecelagem Manual Brasileira

Artistas: Varios

Curadoria: Renato Imbroisi

De 20/8 a 18/12

Sesc Pompeia Ver mapa

Endereço: Rua Clélia, 93, Pompeia

Telefone: (11)3871-7700

Até o dia 18 de dezembro, as Oficinas de Criatividade do SescPompeia recebem a exposição “Tecelagem Manual Brasileira”, que traz conhecimento à algumas práticas usadas na tecelagem manual desde as mais antigas até peças contemporâneas.

Além de celebrar as mais de três décadas de funcionamento das oficinas de tecelagem do Sesc Pompeia, a exposição conta também com obras da mestra tecelã Tiyoko Tomikawa, que ministra por mais de vinte anos, cursos na área de tecelagem e tapeçaria nas Oficinas de Criatividade da unidade e é uma das mais importantes mestras da técnica de tapeçaria Gobelinno Brasil.

Entre os trabalhos de Tiyoko, estão a restauração de tapetes e tapeçarias do acervo do Governo do Estado de São Paulo (Palácio Bandeirantes e Palácio Boa Vista) e consultorias na área têxtil pela IPTI (Instituto de Pesquisa, Tecnologias e Inovação), em Aracaju (SE).

Imagem: Divulgação

Em seu primeiro final de semana, a exposição conta com uma intervenção artística das artesãs Noeci da Silva Camargo e Clair Shneid Vaz Luiz, da região de Bagé (Rio Grande do Sul), e Mara Rita da Cunha e Eva Maciel da Cunha, de Muquem (Minas Gerais). Serão apresentadas características como técnicas específicas, matéria-prima, tipo de tear utilizado, a cultura e o meio ambiente no trabalho, dentre outros aspectos.

As peças exibidas na exposição apresentam características marcantes da tecelagem manual. Algumas das perspectivas abordadas são: as tradições de tecer com algodão fiado à mão, de Minas Gerais, e com lã, do Rio Grande do Sul; o pioneirismo em inserir fibras vegetais e sementes em tecidos tradicionais; uso de materiais não convencionais, como papel fotográfico ou fita cassete, criações de objetos e esculturas a partir da tecelagem, dentre outros.

A exposição tem curadoria de Renato Imbroisi, tecelão há mais de 30 anos, e pioneiro na criação de design em parceria com artesões têxteis. Renato já participou de 140 projetos por todo o Brasil e na África e realizou workshops e oficinas de criação na Itália e no Japão. O artesão iniciou seu método de desenvolvimento em 1987, quando chegou ao munícipio mineiro de Carvalhos, onde a eletricidade só chegou nos anos 2000. A pequena população, além de cuidar de pequenas plantações para consumo próprio, produzia tecidos em teares antigos, o que inspirou Renato a trabalhar com técnicas de tecer.

Serviço: 
Exposição | Tecelagem Manual Brasileira
De 20 de agosto a 18 de dezembro.  Terça a sexta, das 10h às 20h. 
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h
Oficinas de Criatividade
Grátis. Livre.