AGENDA CULTURAL

Voltar

OS DESÍGNIOS DA ARTE CONTEMPORÂNEA NO BRASIL

Artistas: Varios

Curadoria: José Antônio Marton

De 25/4 A 30/7

MAC - Museu de Arte Contemporânea Ver mapa

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301 - Ibirapuera

Telefone: (11) 2648-0254

Exposição elege a pintura como linguagem e a paisagem brasileira como tema para nove artistas selecionados 

O Museu de Arte Contemporânea da USP apresenta, a partir de 25 de março às 11 horas, a exposição "Os desígnios da arte contemporânea no Brasil", reunindo trabalhos recentes de nove artistas brasileiros, provenientes de diferentes regiões do Brasil, que têm em comum a pintura como principal linguagem de suas pesquisas ainda que por vezes seus trabalhos caminhem por outros meios. O curador José Antônio Marton selecionou artistas que já possuem uma caligrafia própria com um trabalho mais maduro, mesmo que alguns deles sejam muito jovens. “É notório que os jovens artistas que escolhem a tela como seu principal suporte estejam se transformando nas meninas dos olhos de colecionadores, galeristas e críticos encarregados dos principais prêmios de arte do país”, diz o curador.

Alan Fontes, Ana Prata, Fernando Lindote, James Kudo, Paulo Almeida, Rodrigo Bivar, Sergio Lucena, Tatiana Blass e Ulysses Boscolo foram convidados a participar do projeto realizando trabalhos que evocassem uma região ou paisagem específica do Brasil, constituindo uma mostra genuinamente plural. Daí termos o “Corcovado” sob o ponto de vista de Ana Prata, a Copacabana, de Tatiana Blass, os Lençóis, de Rodrigo Bivar, as Cataratas, de Alan Fontes, ou ainda o Ibirapuera, de Paulo Almeida.


Alan Fontes- Onde as Memórias se Perdem n. I. Foto: Jade Liz.

A exposição traz a pintura novamente para o foco do diálogo sobre a arte contemporânea. Para o curador, “a diversidade e a busca por uma ressignificação de termos são aspectos centrais da produção, ainda com base forte em práticas e elementos visuais como a transgressão do suporte, mas também com a associação com mídias alternativas, espelhando a sociedade globalizada”.

Para Ana Magalhães, curadora e docente do MAC USP, “os artistas que lançam mão da pintura no Brasil são muitos e o fazem de formas muito diferentes, combinando-a com outros meios como a gravura, a fotografia e o vídeo, por vezes para rever determinados gêneros tradicionais, como é o caso da paisagem brasileira nessa mostra”.


Paulo Almeida- Biennial Pavilion on the mirror. 

Além da exposição, a publicação de um livro exibe e registra tanto as obras realizadas especificamente para o projeto como um conjunto maior da produção de cada um dos artistas selecionados.

Serviço:
Exposição: Os Desígnios da Arte Contemporânea no Brasil
Curadoria: José Antônio Marton
Abertura: 25 de março de 2017, a partir das 11 horas
Encerramento: 30 de julho de 2017
Local: MAC USP Ibirapuera
Entrada gratuita
www.mac.usp.br