AGENDA DAS ARTES

Voltar

Nova Fotografia 2016 - Acasos |p|reparados

Artistas: Camila Picolo

Curadoria: -

De 29/4 a 12/6

MIS - Museu da Imagem e do Som Ver mapa

Endereço: Avenida Europa, 158 - Jardim Europa - São Paulo - SP CEP 01449-000

Telefone: (11) 2117-4777

Entre os dias 29 de abril e 12 de junho, o Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) exibe a segunda exposição do programa "Nova Fotografia 2016: Acasos /p/reparados", de Camila Picolo. O projeto é composto por 17 imagens feitas entre 2010 e 2015, nas cidades de São Paulo, Santos e Salvador.

Camila Picolo, Homem pássaro 2 - 20 x 30 cm (Divulgação)

Não raras algumas perguntas são colocadas quando uma fotografia nos surpreende: será que o fotógrafo teve a intenção de criar a imagem tal qual se vê agora? Será que o fotógrafo anteviu o resultado quando fez o disparo? Como será que ele conseguiu fazer isso? Será que a foto foi manipulada? Entre essas e muitas outras perguntas a serem feitas e debatidas, a discussão em torno da presença do acaso na fotografia parece que ainda foi pouco explorada e assumida como parte integrante da composição fotográfica. “Através da seleção de fotografias de paisagens urbanas com caráter documental e também estético, pretendi demonstrar como o acaso pode ser uma fonte de boas soluções que nunca poderíamos enxergar se não assumíssemos esse fenômeno como parte importante da produção fotográfica”, relata Camila.

Em algumas imagens ficam latentes a presença do acaso como fator determinante para o significado artístico, como por exemplo, a foto onde um pássaro em pleno voo aparece alinhado verticalmente entre um homem caminhando a beira-mar e outro voando em um paraglider. Nela, o encaixe fortuito só ocorreu, pois a fotógrafa avistou de longe a presença do pássaro, voando na mesma direção e linha de horizonte do paraglider. O acaso nessa situação foi preparado, pois coube a artista calcular e apostar na possibilidade do alinhamento desses signos. Em outras imagens, como nos eventos naturais do clima, a presença do acaso é sutil, porém, não menos determinantes. Dois exemplos são o registro de quatro raios sobre a cidade em uma sincronicidade de formas e tempo, e outra imagem que mostra uma fração do sol aparecendo sobre a cidade após uma tempestade de verão, iluminando apenas alguns pontos da cidade.

Camila Picoli, Embarque - 20 x 30 cm (Divulgação)

Uma das maneiras de explicitar o acaso nesta série foi assumir diferentes meios contemporâneos de captação da imagem. As tecnologias digitais permitem a posse de câmeras fotográficas em tempo integral, seja com celulares ou câmera profissional, que propiciam um estado permanente de observação sobre o cotidiano, ampliando a realidade e possibilitando absorver, nas situações aparentemente corriqueiras, algo que extrapola os limites de seu aspecto de normalidade. Por isso, algumas fotografias presentes nesta seleção foram feitas com celular, o que implicou por vezes deixar em segundo plano a qualidade "fine-art".  Assim, a seleção priorizou imagens que pudessem ser estímulos à discussão acerca do acaso, independentemente do tipo de equipamento usado na sua captura. O desejo é o de expor um olhar fotográfico informado pelo acaso, admitindo certa subversão do que se costuma considerar como “boa” fotografia.

Camila Picolo, Feixe de luz - 60 x 40 cm (Divulgação)

Sobre a artista
Camila Picolo é fotógrafa há cerca de dez anos. Formada em medicina veterinária, realizou formação paralela na FAU-USP, onde colaborou por quatro anos em cursos e publicações extracurriculares junto aos estudantes de arquitetura. A partir dessa experiência, dedicou-se exclusivamente à fotografia, realizando pesquisas de linguagem visual e trabalhos interdisciplinares ao lado de outros artistas. As imagens que produz, capturadas no cotidiano das cidades por sua câmera profissional e celular, são tomadas como instrumentos de investigação e desenvolvimento da linguagem fotográfica na busca por ressignificar e ampliar a percepção sobre a realidade.

Sobre o Nova Fotografia
Criado em 2011, o Nova Fotografia é um projeto anual do Museu da Imagem e do Som que busca criar um espaço permanente para exposição de fotografias de artistas promissores que se distinguem pela qualidade e inovação do seu trabalho. A cada ano, seis séries de imagens são escolhidas por meio de convocatória e expostas no Museu.

Camila Picoli, Boca - 20 x 30 cm (Divulgação)

serviço
Exposição: "Nova Fotografia - Acasos |p|reparados" de Camila Picolo.
Datas e horários: Abertura dia 28 de abril, às 19h. EM cartaz entre os dias 29 de abril e 12 de junho de 2016. De terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 11h às 21h.
Local: MIS - Museu da Imagem e do Som | Av. Europa, 158 - Jardim Europa.
Entrada livre e gratuita.