AGENDA DAS ARTES

Voltar

MÉTAL

Artistas: Germaine Krull

Curadoria: -

de 2/4 a 30/5

Museu Lasar Segall Ver mapa

Endereço: Rua Berta, 111 - Vila Mariana

Telefone: (11) 2159-04000

O Museu Lasar Segall, dando início a temporada de exposições temporárias, apresenta a série MÉTAL da fotógrafa Germaine Krull (Polônia 1897-1985 Alemanha). A mostra conta com 64 pranchas da série que compõe o trabalho, transformada em álbum e publicada originalmente em 1928, e que foi considerado por especialistas, um dos principais livros de fotografias de todos os tempos.

No porto de Amsterdã, 1924 (Germaine Krull/Divulgação)

A importância, hoje dada a série MÉTAL, deve-se ao seu ineditismo histórico realizado por Krull na segunda metade da década de 1920. Cabe ressaltar aos leitores de hoje, que nessa época a fotografia era feita com grandes câmeras de madeira, devidamente montadas em tripés, e com negativos em placas de vidro. As fotos eram de casamentos, em que as regras sociais eram pré-estabelecidas, por meio do vestuário e organizadamente posadas. Outro exemplo, eram os retratos de senhoras e senhores, cuidadosamente alinhados por um colar de ferro escondido atrás da pessoa, preparando-os para a fotografia, eles com a mão apoiada sobre a cadeira ou escrivaninha, e a outra no colete, elas sentadas em cadeiras na postura correta, pés juntos, portando um livro ou leque. As cenas fotografadas em espaços externos do período, geralmente, eram de casas ou fábricas.

A profissão de fotógrafo, naquela época, não era reconhecida, apenas alguns amadores se arriscavam em novidades com pequenas câmeras de formato 9 x 12, para fotos de família. Entre 1922 e 1926 Krull realiza as fotos de FERRO, fascinada pelos navios nos portos de Rotterdam e Amsterdam, passando a fotografá-los como vistos por seus olhos, contrariando a ordem vigente da fotografia.

As imagens de guindastes, elevadores de grãos, máquinas que a muito tempo existiam, era repertório comum a pintores de paisagens, de portos ou barcos, ela se apropria do tema e começa a fotografá-los, simplesmente pelo encantamento de seus sentimentos e olhar, esse destaque no ineditismo de seu trabalho.

Nas palavras da própria Germaine “MÉTAL iniciou uma nova era visual e abriu o caminho para um novo conceito em fotografia. Se MÉTAL foi o ponto de partida que permitiu à fotografia se tornar uma ocupação artesanal e que fez do fotógrafo um artista, é porque MÉTAL fez parte desse novo movimento que nascia, dessa nova era que tocou a Arte como um todo”.

Torre Eiffel, Paris, 1927 (Germaine Krull/Divulgação)

serviço
Exposição: MÈTAL – Germaine Krull
Datas e horários: Abertura dia 02 de abril, às 17h00. Em cartaz entre 02 de abril e 30 de maio de 2016. De quarta a segunda-feira, das 11h00 às 19h00.
Local: Museu Lasar Segall | Rua Berta, 111 – Vila Mariana.
Entrada franca.