AGENDA DAS ARTES

Voltar

Marcelo Stefanovicz com série inédita no Gris

Artistas: Marcelo Stefanovicz

Curadoria: Paulo Azeco

De 25/04 a 23/05

Gris Escritório de Arte Ver mapa

Endereço: Rua Oscar Freire, 2205 - Pinheiros

Telefone: (11) 3064-0380

O GRIS Escritório de Arte abre a exposição "Show Off", do artista plástico brasileiro Marcelo Stefanovicz, com curadoria de Paulo Azeco. A mostra é composta por 22 trabalhos – entre esculturas, fotografias e pinturas - que contam histórias e trazem a força do espontâneo como agente modificador e decisivo na elaboração das narrativas.

"have you sin", Marcelo Stefanovicz. 2012.

Em sua nova individual, Marcelo Stefanovicz constrói uma relação íntima com a imagem, seja ela autoral ou apropriada. “Minha inspiração surge de descobertas. Sendo assim, a própria ideia de descobrir é para mim a narrativa.”, comenta. Seu processo criativo é baseado na experimentação e na intuição, gerando novos significados em sua obra que, ao negar um objeto, o evidencia e enaltece ao mesmo tempo. Nas palavras do curador da mostra: “Sua imagem final é densa, cheia de camadas, induzindo o espectador a uma análise que compreende não só o que ali se apresenta, mas o processo de composição.”. Utilizando este mesmo princípio estético de construção, alguns trabalhos de Marcelo Stefanovicz miram para o universo do design experimental, no qual objetos do cotidiano, encontrados aleatoriamente, são empregados como suporte ou meio para a execução da obra. Neste sentido, temos a série Parasitas, que trata dessa relação entre o design e a arte com mais evidência: a partir de lâmpadas e circuito elétrico, são criadas obras tridimensionais que, apesar de se valerem da mesma intervenção plástica e gestual de suas pinturas, continuam sendo lâmpadas e mantendo sua função primeira, qual seja a de propagar luz.

O trabalho de Marcelo Stefanovicz, ao ser revelado pelo ocultamento, trava um diálogo com a narrativa contemporânea, que busca seu discurso no questionamento individual, na omissão e negação. “A melhor história a ser contada, em alguns casos, pode ser aquela que é apenas sugerida.”, conclui Paulo Azeco.

"hello, how are you?", Marcelo Stefanovicz. 2011.