AGENDA DAS ARTES

Voltar

Grada Kilomba: Desobediências Poéticas

Artistas: Grada Kilomba

Curadoria: Jochen Volz e Valéria Piccoli

De 6/7 a 30/9

Pinacoteca do Estado de São Paulo Ver mapa

Endereço: Praça da Luz, 2 - Largo General Osório, 66 - Luz

Telefone: (11) 3324-1000

A Pinacoteca do Estado de São Paulo apresenta “Grada Kilomba: Desobediências Poéticas”, em cartaz de 6 de julho a 30 de setembro de 2019, a mostra é a primeira individual da artista portuguesa no Brasil. Com curadoria de Jochen Volz e Valéria Piccoli, diretor geral e curadora-chefe do museu, a exposição reúne quatro trabalhos de Kilomba que serão exibidos nas quatro salas contíguas à exposição do acervo da produção artística brasileira do século XIX da Pinacoteca. 


Grada Kilomba - Illusions Vol II - Oedipus, Still #2, 2018. Créditos: Cortesia da artista.

Como o próprio nome “Desobediências Poéticas” sugere, a mostra tem um forte caráter político e aborda narrativas pós coloniais, reintegrando a posse dos grupos silenciados e marginalizados ao longo da história. 

Kilomba é uma artista interdisciplinar e nasceu em Lisboa, em 1968, sua ancestralidade se coloca entre São Tomé e Principe, Angola e Portugal. Atualmente vive em Berlim e suas obras circulam ao redor do mundo em exposições como a 32ª Bienal de São Paulo; Documenta 14, em Kassel; 10ª Bienal de Berlim; The Power Plant, em Toronto; Kadist Art Foundation, em Paris; Museu Bozar, em Bruxelas; MAAT, em Lisboa, Wits Theatre, em Joanesburgo, entre outros. 

Além disso Kilomba Também é autora do livro Plantation Memories (2008) e co-editora de Mythen, Subjekte, Masken (2005), uma antologia  de estudos críticos da branquitude. Desde 2004 a artista, que é doutora em Filosofia pela Freie Universität Berlin, leciona em universidades de diversos países como a Humboldt Universität Berlin, onde foi Professora Associada no Departamento de Gênero.


Grada Kilomba, STORYTELLER #1, 2017. Crédidos: Cortesia da artista- Moses Leo

Uma das características identitárias do trabalho de Grada é sua escrita subversiva que mescla elementos acadêmicos e artísticos  e a traduz em corpo, voz e imagem por meio de leitura cênica, performance, instalação e vídeo.

“Quem fala? Quem pode falar? Falar sobre o quê? E o que acontece quando falamos?” são questionamentos que a artista propõe em suas obras, o fruto dessas perguntas são imagens únicas que desmontam conceitos de conhecimento, poder e violência.

Serviço
Exposição: Grada Kilomba: Desobediências Poéticas, de Grada Kilomba
Datas e Horários:Abertura: 6/6, sábado, às 11h. Período expositivo: De 6/6 a 30/9.  De quarta a segunda, das 10h às 17h30 – com permanência até as 18h.
Local: Pinacoteca de São Paulo | Praça da Luz 2 - Luz, São Paulo.
Ingressos: R$ 10,00 (entrada); R$ 5,00 (meia-entrada para estudantes com carteirinha). Menores de 10 anos e maiores de 60 são isentos de pagamento. Aos sábados, a entrada na Pina é gratuita para todos. Amigo da Pina tem acesso ilimitado, além de desconto na loja e no café. Também pode participar de visitas guiadas e outros eventos com a equipe da Pinacoteca.