AGENDA DAS ARTES

Voltar

De Peito Aberto

Artistas: Hugo Lenzi e Vera Golik

Curadoria: -

De 8/3 a 7/4

Memorial da América Latina Ver mapa

Endereço: Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda

Telefone: (11) 3823 4600

Entre os dias 8 de março e 7 de abril de 2019, o Memorial da América Latina recebe a exposição fotográfica “De Peito Aberto - a autoestima da mulher com câncer de mama, uma abordagem humanista”, do fotógrafo Hugo Lenzi em parceria com a jornalista Vera Golik, no Espaço Gabo. Com entrada livre e gratuita, a mostra é uma das programações que o Memorial preparou para celebrar o dia da mulher - as comemorações serão ao longo do mês, com várias atividades que terão início em 8 de março e se estendem até 8 de abril, para discutir e apresentar trabalhos que girem em torno das questões femininas.

Dalva Sandes, atriz, São Paulo. Teve câncer e parou de trabalhar. Agora, de volta à ativa, venceu seus medos e interpretou nas fotos seus sentimentos e os de tantas outras mulheres. Foto: Divulgação.

A exposição fotográfica "De Peito Aberto" é resultado do projeto sociocultural de mesmo nome, que retrata homens e mulheres que enfrentam ou enfrentaram o câncer de mama, além de colocar em foco a humanização da medicina em geral. As imagens expostas exibem as histórias de mais de 50 mulheres e um homem retratados em todo o Brasil, entre 18 e 90 anos, de diversos países, origens, etnias e classes sociais. Elas captam as emoções vividas por essas “guerreiras e um guerreiro” em cada uma das etapas do câncer.

Com exposição fotográfica, palestra e ações nas redes sociais, o projeto mostra a doença sob uma perspectiva mais humana e sensível – uma iniciativa da jornalista e escritora Vera Golik e do fotógrafo e sociólogo Hugo Lenzi, após vivenciarem casos de câncer em suas próprias famílias.

Embora a reconstrução seja um direito das mulheres, o Ministério da Saúde estima que foram realizadas pouco mais de 1.500 cirurgias em 2015. O número não chega a 2% do total das mulheres que são afetadas pelo câncer de mama. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, das cerca de 20 mil mulheres que precisam fazer cirurgia de retirada das mamas, menos de 10% saem dos centros cirúrgicos com os seios reconstruídos.

Alessandra Sandoval, pedagoga, São Paulo. Desprezada pelo marido. Amada e apoiada pelas filhas e pela família. Foto: Divulgação.

Em 2011, "De Peito Aberto" foi apresentada durante o Encontro de Alto Nível sobre Doenças Crônicas Não Transmissíveis da ONU em Nova York, que contou com a presença dos presidentes, de autoridades mundiais e delegações de saúde de todos os países membros da ONU.

Com mais de 40 exposições e 160 palestras pelo Brasil e ao redor do mundo, "De Peito Aberto" recebeu mais de oito milhões de visitantes, e aproximadamente 25 milhões de pessoas tiveram acesso às informações sobre o evento por meio da mídia e mais de 15 milhões de internautas foram impactadas pelo projeto, pelas redes sociais. O Projeto De Peito Aberto tem como meta estimular uma nova conduta em relação ao enfrentamento do câncer de mama e oferece informação de qualidade sobre a doença. A ação acontece em todo o Brasil, e agora está sendo apresentada em São Paulo.

A mostra permanece em cartaz até 7 de abril de 2019. Foto: Divulgação.

Serviço
Exposição: "De Peito Aberto – a autoestima da mulher com câncer de mama, uma abordagem humanista", de Hugo Lenzi e Vera Golik.
Datas e horários: Abertura dia 8 de março, às 13h. Em cartaz até 7 de abril de 2019. De terça a domingo, das 9h às 18h.
Local: Memorial da América Latina (Espaço Gabo - Portões 8, 9 e 13) | Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo (metrô Barra Funda).
Entrada livre e gratuita.