AGENDA DAS ARTES

Voltar

Arte da Itália: de Rafael a Ticiano

Artistas: Vários

Curadoria: Adriano Pedrosa, Eugenia Gorini Esmeraldo e Tomás Toledo

De 26/6 a 4/10

MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand Ver mapa

Endereço: Avenida Paulista, 1578

Telefone: 11 3251-5644

De 26 de junho a 4 de outubro, o MASP (Museu de Arte de São Paulo) apresenta a exposição "Arte da Itália: de Rafael a Ticiano", que traz uma seleção da coleção de arte italiana que integra o acervo do MASP, juntamente com documentos relacionados a esses trabalhos. As cerca de 30 obras escolhidas formam o mais significativo conjunto de arte italiana do hemisfério sul.

O recorte da mostra vai do século 13 ao 18, passando pelos períodos Medieval, Renascimento e Barroco, com telas de artistas como Rafael (1483–1520), Andrea Mantegna (1413–1506), Giovanni Bellini (1430–1516), Jacopo Tintoretto (1518–1594), Sandro Botticelli (1445–1510 ), Ticiano (1488/1490–1576) e Alessandro Magnasco (1667–1749).

Giovanni Bellini - A Virgem com o menino de pé, abraçando a mãe (Madonna Willys), 1480-90 (óleo sobre madeira). 

Os documentos que serão exibidos foram pesquisados e selecionados nos arquivos documentais e fotográficos do museu e incluem correspondências sobre doações, aquisições, atribuições de obras e empréstimos entre o MASP e outras instituições ou indivíduos, notas fiscais e recibos. Também serão mostrados fichas de registro do acervo, convites e folhetos de exposições, recortes de jornais e revistas e fotografias de obras e de exposições anteriores. “Ao exibir esse tipo de documentação no espaço expositivo, justapondo-os às obras que estão relacionados, oferecemos uma nova camada de leitura sobre a coleção, revelando parte da história do museu”, comenta Tomás Toledo, curador assistente.

O núcleo central da exposição mostra as transformações estéticas e técnicas do Renascimento, período fundamental da história da arte, abrangendo um arco temporal que vai de Rafael, com o rigor do desenho em Florença, a Ticiano, com o uso da cor em Veneza.

A expografia, desenvolvida pelo escritório Metro Arquitetos Associados, retoma dois projetos de Lina Bo Bardi (1914 – 1992), arquiteta do MASP, para o acervo do museu. O primeiro é uma reconfiguração dos painéis suspensos que foram utilizados na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), para expor a coleção do museu, entre 1957 e 1959 – originalmente painéis de 18 metros, aqui eles são de 24 metros. O segundo projeto resgata as estruturas tubulares de metal que exibiam as pinturas, também de forma suspensa, estas projetadas para o MASP, em 1947, ano de sua fundação, na antiga sede da rua 7 de Abril. A recuperação de projetos de Lina nas exposições de 2015 apresenta ao público o percurso da arquiteta até chegar aos famosos cavaletes de vidro. Lina projetou os cavaletes para a exposição do acervo no segundo andar do museu na Avenida Paulista, inaugurado em 1968. Sem uso desde 1996, eles voltarão no final do segundo semestre de 2015.

A exposição tem curadoria de Adriano Pedrosa, diretor artístico do MASP, Eugenia Gorini Esmeraldo, coordenadora de Intercâmbio, e Tomás Toledo, curador assistente.

Rafael - Ressureição de Cristo, 1499-1502 (Óleo sobre madeira). 

Carlo Saraceni - Marte e Vênus, com uma roda de cupidos e paisagem, 1605-10 (óleo sobre cobre).

serviço:
Exposição: "Arte da Itália: de Rafael a Ticiano", com curadoria de Adriano Pedrosa, Eugenia Gorini Esmeraldo e Tomás Toledo.
Datas e horários: De 26 de junho até 4 de outubro de 2015. De terça a domingo, das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); quinta-feira, das 10h às 20h (bilheteria até 19h30).
Local: MASP | Avenida Paulista, 1578.
Ingressos: R$25,00 (entrada); R$12,00 (meia-entrada). O MASP tem entrada gratuita às terças-feiras, durante o dia todo, e às quintas-feiras, a partir das 17h. O ingresso dá direito a visitar todas as exposições em cartaz no dia da visita. Menores de 10 anos de idade não pagam ingresso.