AGENDA DAS ARTES

Voltar

Arquitetura Brasileira - Ver do Meio

Artistas: Arnaldo Pappalardo, Mauro Restiffe e Pio Figueiroa

Curadoria: Nelson Brissac

De 27/5 a 12/7

Instituto Tomie Ohtake Ver mapa

Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201 - Pinheiros - São Paulo - SP CEP 01451-001

Telefone: (11) 2245-1900

Nesta quarta edição do programa Arquitetura Brasileira, concebido pelo Instituto Tomie Ohtake - espaço que desde a sua fundação contempla a arquitetura, ao lado das artes plásticas e do design -, o curador convidado Nelson Brissac reuniu três fotógrafos para mostrar um olhar sobre a superfície do plano urbano, de dentro da metrópole, "como o mato que cresce entre as pedras".

O curador observa que uma das características mais marcantes da metrópole contemporânea é ela não se dar a ver. Dai a sua proposta aos fotógrafos Arnaldo Pappalardo, Mauro Restiffe e Pio Figueiroa para que apreendessem a cidade, desde suas ruas, praças e estações de trem, imersos nas situações que os habitantes experimentam cotidianamente. Desta forma a exposição não está pautada por monumentos e edifícios de rápido reconhecimento. "Trata-se de uma metrópole em que nos confundimos com aquilo que lhe é típico, às vezes algumas fotos parecem pertencer a locais distintos aos do registro", acrescenta o Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto Tomie Ohtake.

Sem titulo, 2014/2015, Pio Figueiroa / Créditos: Cortesia Pio Figueiroa

Segundo Brissac, a morfologia da paisagem, o desenho urbano, o esquema das principais artérias e mesmo a localização dos diferentes bairros escapam à experiência dos indivíduos, não se deixam apreender pela observação ocular. "Olhamos para essa massa compacta de edificações e não conseguimos discernir a colina, o vale ou mesmo o córrego por ela encobertos. Tampouco somos capazes de intuir, ao andar pelas ruas, por onde passam as avenidas e as linhas de trem que articulam os pontos mais distantes da cidade", afirma.

Por isso, para a "Ver do Meio" os fotógrafos trabalharam um corpo a corpo com a metrópole, de dentro dela. Segundo o curador, mapear em grandes escalas exige apreender o que não pode ser medido diretamente; e não há como visualizar intuitivamente a forma do espaço em que estamos mergulhados. "Nesta mostra, o fotógrafo segue a cidade".

Centro 1, 2014, Arnaldo Pappalardo / Créditos: Cortesia Arnaldo Pappalardo.

Serviço:
Exposição: "Arquitetura Brasileira - Ver do Meio"
Datas e horários: De 27 de maio a 12 de julho. De terça a domingo, das 11h às 20h.
Local: Instituto Tomie Ohtake | Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés, 88) - Pinheiros
Entrada franca