AGENDA CULTURAL

Voltar

A Conversa Invisível

Artistas: Varios

Curadoria: -

De 27/1 a 18/6

Sesc Santana Ver mapa

Endereço: Av. Luiz Dumont Villares, 579 - Santana

Telefone: (11) 2971-8700

O Sesc Santana recebe novas obras do Acervo Sesc de Arte Brasileira pelo projeto Recortes do Acervo, produções que representam a criação artística nacional das últimas décadas. Dessa maneira, de 27 de janeiro a 18 de junho, terça a sexta, das 9h às 21h, e sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h, a exposição “A Conversa Invisível” ficará em exibição na galeria do primeiro andar.

Recortes do Acervo. Anna Maria Maiolino. Foto:Everton Ballardin

Com obras de Paulo Bruscky, Vera Helena, Hilal Sami Hilal e Anna Maria Maiolino, “A Conversa Invisível” discute a possibilidade de diálogo em um mundo tão ruidoso. A língua como índice e símbolo de fala é apresentada por Bruscky e Vera Helena, enquanto Maiolino e Hilal refletem sobre a comunicação silenciosa. Os trabalhos revelam um movimento que se forma a partir desses diálogos silenciosos. 

Sobre os artistas:

Paulo Bruscky é pioneiro na utilização de mídias contemporâneas, como a arte postal, audioarte, videoarte e xerografia no Brasil. É considerado um dos maiores artistas conceituais na arte brasileira. Sua obra integra as coleções do Centre Pompidou (França), do MoMA (Estados Unidos), do MAC (São Paulo) entre outros. Foi responsável por renovar a cena artística nacional dos anos 1970 e por inserir na arte brasileira outros tipos de mídias como xerox, fax, carimbo entre outras. Por meio de palavras e intertextualidade, desenvolve seu trabalho.


Recortes do Acervo. Paulo Bruscky. Foto: Everton Ballardin

Artista plástica ítalo-brasileira, Anna Maria Maiolino desenvolve seu trabalho por meio de diversas técnicas e suportes, desenho, pintura, cordel, argila, filmes, instalações, entre outros. Grande parte de seu trabalho encontra-se no Museu Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro. Em 2012, recebeu o prêmio MASP Mercedes-Benz pelo conjunto de sua obra.

Hilal Sami Hilal é artista multimídia capixaba, descendente de sírios, que iniciou sua pesquisa com o papel em 1977, tendo sido influenciado pelas obras de Antônio Dias. Na década de 80, estudou no Japão práticas milenares do papel artesanal e trouxe esse aprendizado para a construção de suas obras, que evidenciam um jogo matérico e cromático a partir das camadas que se sebrepõem. Produzindo assim um universo de rugosidades, cavidade e superfícies, que geram espaços vazios e revelam sua formação cultural híbrida.

Vera Helena Ferreira da Silva é artista visual, encontrando na pintura a óleo sua maior expressão. Integrou o projeto Parceiros do Tietê, promovido pelo Sesc/Sp em 1991, visando à sensibilização cultural e à mobilização da opinião pública para a necessidade de despoluir o Rio Tietê.

Serviço:
A Conversa Invisível
Sesc Santana
Galeria 1° Andar. Grátis. Livre para todos os públicos.
Acesso para deficientes – estacionamento – ar condicionado.